Agência Estado
De Lisboa
O Brasil foi o País que mais atraiu investimentos estrangeiros na América Latina em 1999, ficando com US$ 31 bilhões do total de US$ 97 bilhões que foram para o continente. Estes são dados preliminares de um estudo da UNCTAD (Organização das Nações Unidas para o Comércio e o Desenvolvimento, divulgado ontem na Europa, e que coloca o Brasil pelo segundo ano consecutivo como o principal país para o investimento estrangeiro na América Latina.
Segundo o estudo, que prepara a conferência da UNCTAD que vai realizar-se de 12 a 19 de fevereiro na Tailândia, em 1999 a América Latina teve um crescimento do investimento de 32% em relação ao ano anterior. O estudo conclui que o principal motivo para a entrada de novos capitais no continente foram as privatizações.
Com o crescimento, a América Latina e o Caribe ultrapassaram a Ásia entre as regiões em desenvolvimento no investimento externo direto – os asiáticos tiveram US$ 91 bilhões, sendo o país com maior fluxo a China, que atraiu US$ 40 bilhões. O destaque asiático foi a Coréia do Sul, que teve um crescimento de 55% no investimento externo, alcançando US$ 8,5 bilhões.