De Curitiba
Uma parceria firmada entre a Bioflux Medical do Brasil, com sede em Pinhais, e a empresa italiana GVS trará para o País a primeira fábrica de componentes para produtos descartáveis de uso médico e hospitalar. O acordo foi firmado no final do mês passado e representa um investimento de US$ 3 milhões. A produção começa ainda este ano.
Pelo acordo com a GVS, a Bioflux passa a participar com 50% da linha de componentes para descartáveis médico-hospitalares. A GVS do Brasil é uma fabricante de plásticos injetados a alta densidade, que entrou em operação em dezembro no município de Montemort (SP).
A produção substituirá a importação feita hoje pela própria Bioflux. A segunda etapa vai disponibilizar o produto para demais fabricantes brasileiros de descartáveis. A estimativa é que haja uma redução de 10% nos preços dos descartáveis.