Bancos têm aglomerações mesmo com medidas para conter coronavírus


SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Agência bancárias na zona leste da cidade de São Paulo ficaram cheias na manhã desta quarta-feira (25), dia em que o INSS inicia o calendário de pagamentos de aposentadorias, pensões e auxílios-doença para cerca de 35 milhões de segurados no país. Na região central e na zona oeste, porém, unidades verificadas pela reportagem estavam vazias.

Na terça-feira (24), a Febraban (Federação Brasileira de Bancos) anunciou uma série de medidas para reduzir o risco de contágio pelo novo coronavírus entre usuários da rede bancária, como a antecipação do atendimento em uma hora para pessoas acima de 60 anos ou consideradas do grupo de risco.



As medias não impediram a aglomeração na porta de uma agência da Caixa em São Mateus (zona leste), onde, antes das 10h, além dos segurados do INSS, também buscavam atendimento beneficiários do Bolsa Família, do FGTS, correntistas e clientes de financiamento habitacional.

Como a Caixa implantou um controle de acesso ao interior da agência como forma de prevenção à Covid-19, doença respiratória provocada pelo vírus, cerca de 30 clientes formaram uma fila na porta do banco, sem seguir a recomendação de espaço mínimo de 1,5 metro entre as pessoas.

Situações parecidas foram encontradas em agências do Bradesco e do Itaú também na região de São Mateus.

Na República (região central), a reportagem foi a três agências bancárias entre 9h e 10h desta quarta. Em duas delas, uma do Bradesco e outra da Caixa Econômica, não havia público. Em outra agência do Bradesco, uma idosa fazia o saque do benefício.

O cenário encontrado na Barra Funda (zona oeste) também era de agências bancárias praticamente vazias entre 9h e 10h.

Na Caixa, nenhum aposentado entrou na agência entre 9h30 e 10h. Já na unidade do Banco do Brasil, que manteve somente a área dos caixas eletrônicos funcionando, apenas uma aposentada utilizou o serviço.

Em uma unidade do Bradesco que manteve atendimento normal, dois aposentados entraram na agência enquanto a reportagem esteve no local. Uma agência do Santander na mesma região da cidade nem sequer abriu suas portas.

ORIENTAÇÃO DOS BANCOS

A Febraban anunciou na terça-feira o novo horário de funcionamento das agências bancárias como forma de evitar a propagação do coronavírus, já que as pessoas que frequentam o local costumam ficar próximas.

Idosos, gestantes e pessoas portadoras de deficiência tem atendimento exclusivo das 9h às 10h.

Para o restante do público, as agências vão funcionar das 10h às 14h, de acordo com orientações estabelecida pelo Banco Central.

O Bradesco anunciou, também na terça, um horário especial de atendimento aos aposentados e pensionistas.

Nos dias de pagamento de benefícios, a abertura das agências acontecerá com duas horas de antecedência, ou seja, às 8h, e será voltada a esse público específico.

Após o encerramento do calendário de pagamentos de benefícios previdenciários, os segurados ainda poderão ser atendidos a partir das 9h, uma hora antes da abertura das agências ao público em geral.

O Banco do Brasil informou ter selecionado agências de maior movimento para, entre 9h e 10h, atender com exclusividade idosos e beneficiários do INSS.

A Caixa Econômica Federal comunicou que também antecipará em uma hora o atendimento ao chamado grupo de risco em 1.619 agências. Os endereços estão disponíveis na página eletrônica do banco.

O Itaú abrirá as suas agências exclusivamente para aposentados e pensionistas entre 9h e 10h.

Para os demais clientes, Bradesco, Itaú, BB e Caixa confirmaram que realizarão o atendimento entre 10h e 14h, antecipando, portanto, o fechamento das agências em duas horas na maioria das localidades do país.

Datas de pagamento de benefícios O calendário de pagamentos de benefícios da Previdência da competência de março tem início nesta quarta (25) e se estende até 7 de abril.

Os pagamentos começam pelos beneficiários com renda de até um salário mínimo (R$ 1.045, neste ano) e, a partir de 1º de abril, passam a ser feitos também para segurados com renda acima do piso.

Para saber em qual data o pagamento de março estará na conta, o segurado deve observar o último número do seu cartão de benefício, sem considerar o dígito que fica após o traço.

Veja abaixo o calendário de pagamentos do INSS da competência de março:

Para beneficiários que ganham até um salário mínimo (R$ 1.045)

Final do cartão

1 - 25/mar

2 - 26/mar

3 - 27/mar

4 - 30/mar

5 - 31/mar

6 - 01/abr

7 - 02/abr

8 - 03/abr

9 - 06/abr

0 - 07/abr

Para beneficiários que ganham mais de um salário mínimo

Final do cartão

1 e 6 - 01/abr

2 e 7 - 02/abr

3 e 8 - 03/abr

4 e 9 - 06/abr



5 e 0 07/abr

Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito

Continue lendo


Últimas notícias