Bancários apontam ‘desmonte’ na CEF
O presidente do Sindicato dos Bancários de Maringá, José Marco Barbizan criticou ontem a intenção da Caixa Econômica Federal (CEF) de repassar para as casas lotéricas o direito de receber depósitos para a caderneta de poupança. Segundo Barbizan, a nova determinação é mais uma etapa do processo de ‘‘desmonte da CEF’’. Ele alerta também para a falta de estrutura das casas lotéricas, principalmente no que se refere à segurança dos clientes. ‘‘A nova determinação visa cumprir a carta de intenções do governo federal com o Fundo Monetário Internacional (FMI), que prevê a privatização da Caixa Econômica. Com o desmonte da Caixa Econômica, ela se torna deficitária e será privatizada’’, denunciou Barbizan. Segundo ele, o repasse dos serviços para as casas lotérias não vai beneficiar os clientes. ‘‘Ao contrário. Os clientes vão enfrentar os mesmos problemas de fila e ainda não terão os mecanismos de segurança existentes nas agências bancárias. Com certeza a falta de segurança nas casas lotérias para os usuários, será muito maior’’.