São Paulo - A expectativa para a inflação oficial medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) apresentou leve queda na avaliação de analistas e investidores do mercado financeiro. A projeção está no boletim Focus, divulgado ontem pelo Banco Central. As informações são da Agência Brasil.
Segundo os economistas, a projeção para o índice passou de 6,47% para 6,46%. A queda da inflação vem acompanhada na redução do crescimento da economia. Para o mercado financeiro, o Produto Interno Bruto (PIB) deve fechar o ano em 1,24% ante 1,44% projetado anteriormente. A projeção da produção industrial caiu de 0,96% para 0,51%.
Não houve alteração nas estimativas para o câmbio no fim do ano, com R$ 2,40, e para a taxa básica do juros (Selic), com 11% ao ano. A dívida líquida do setor público foi reduzida de 34,85% para 34,70% do PIB.
Não houve mudança também na projeção do deficit em conta corrente, um dos principais indicadores das contas externas brasileiras, que permaneceu em US$ 80 bilhões. Nessa conta, o saldo da balança comercial caiu de US$ 2,25 bilhões para US$ 2 bilhões. Os investimentos estrangeiros diretos, permanecem em US$ 60 bilhões.

Imagem ilustrativa da imagem Analistas diminuem previsão para inflação