Branded Content -

Projeto de créditos acadêmicos inova o Ensino Médio do Colégio Interativa


Carolina Avansini - Especial para CV Folha
Carolina Avansini - Especial para CV Folha

Projeto de créditos acadêmicos inova o Ensino Médio do Colégio Interativa
 


Aproximar o Ensino Médio do dia a dia dos alunos por meio de um modelo pedagógico que incentive a experiência universitária e profissional é a proposta do projeto de Créditos Acadêmicos desenvolvido pelo Colégio InterativaA escola é a primeira de Londrina e região a investir na proposta que oferece - ainda na educação básica - a possibilidade de cursar disciplinas optativas em um modelo inspirado nos centros universitários e de pós-graduação. 


Leandro Costa, professor de matemática e coordenador do Ensino Médio do Interativa, explica que o projeto começou a ser discutido em 2017 com os alunos do 9 º ano. Na época, a ideia era fazer a adaptação dos estudantes para o Ensino Médio, tanto do ponto de vista emocional como acadêmico. Diante das possibilidades abertas pelo debate sobre a nova Base Nacional Comum Curricular (BCCC) a equipe viu a oportunidade de desenvolver um novo modelo. “Abrimos o debate e o projeto foi sendo construído junto com os alunos, considerando também as expectativas deles em relação às experiências educacionais”, conta. 




Na prática, o colégio oferece disciplinas eletivas que contemplam diferentes áreas de conhecimento. Cada aluno precisa cumprir ao menos duas delas, podendo acrescentar em torno de 200 horas a mais à carga horária do Ensino Médio. A escolha é feita por afinidade com o tema e também pela curiosidade de ter contato com novos assuntos. Em 2018 foram oferecidas cinco disciplinas. Neste ano, são 13 temas possíveis: medicina, tribunal simulado, arte engajada, percepção de mundo/jornalismo, farmácia magistral, inglês, design de moda, educação financeira, orientação profissional, fisioterapia, engenharia e robótica, produção de cinema e vídeo, e iniciação científica. 


Confira a cobertura do Fui!, com Paulo Moreira, pela MultiTV, no evento Cuca Fresca, do Colégio Interativa:




Os créditos são oferecidos por acadêmicos de cursos universitários e profissionais que atuam como facilitadores, sob coordenação da equipe pedagógica. As aulas ocorrem na escola e também em universidades parceiras, principalmente quando há necessidade de usar laboratórios específicos. Toda a estrutura para realização das atividades, inclusive deslocamentos, é garantida pelo colégio. 


Projeto de créditos acadêmicos inova o Ensino Médio do Colégio Interativa
 



O professor Caio Vitor Miranda, de literatura e redação, afirma que os resultados são surpreendentes. “O projeto incentiva autonomia e responsabilidade, pois o próprio aluno se organiza para cumprir os créditos que escolheu. Percebemos que ficam mais críticos, se familiarizam com a linguagem acadêmica e melhoram a postura e a oralidade. Não se trata apenas de estudar para provas, mas entender que o conhecimento é uma aquisição constante”, elogia. 


EXPERIÊNCIA POSITIVA 


Projeto de créditos acadêmicos inova o Ensino Médio do Colégio Interativa
 


O estudante Sérgio Figueiredo, 16, do 2º ano do Ensino Médio, realiza o projeto de créditos pelo segundo ano consecutivo e garante que a experiência tem sido muito positiva. “Ano passado me inscrevi para as disciplinas de Direito e Arte Engajada e gostei muito da dinâmica dos cursos”, conta. Influenciado por amigos, ele decidiu cursar também medicina e, após passar um dia inteiro conhecendo a rotina dos estudantes do curso na Universidade Estadual de Londrina, resolveu um dilema que o acompanhava desde o ensino fundamental.  “Decidi que vou fazer vestibular para medicina. Sempre pensei nisso, mas não tinha certeza da decisão. Ao viver a experiência no curso percebi que quero ser médico”, avisa. 


O adolescente analisa que a escola está oferecendo aos alunos uma excelente oportunidade. “Foi muito legal quando apresentaram a ideia para os estudantes opinarem. No projeto, não só aprendemos conteúdos, mas vivemos novas experiências e somos incentivados a caminhar sozinhos”, conta ele, que em 2019 fez orientação profissional para confirmar a escolha do vestibular e agora se aprofunda nos estudos de inglês graças ao projeto. 


Continue lendo


Últimas notícias