|
  • Bitcoin 121.350
  • Dólar 5,0575
  • Euro 5,2320
Londrina

CV Folha

m de leitura Atualizado em 29/06/2022, 09:50

Pesquisa da Betway aponta relevância de estrangeiros na NBA

PUBLICAÇÃO
quarta-feira, 29 de junho de 2022

CV Folha
AUTOR autor do artigo

menu flutuante
Imagem ilustrativa da imagem Pesquisa da Betway aponta relevância de estrangeiros na NBA Imagem ilustrativa da imagem Pesquisa da Betway aponta relevância de estrangeiros na NBA
|  Foto: Fonte: Unsplash

A NBA é a maior liga de basquete do mundo e isso é indiscutível. Aliás, amantes do esporte dizem que a National Basketball Association é um esporte à parte. Mas independentemente do pensamento dos espectadores ou não sobre ela, o sonho de muitos jogadores é fazer parte dela.

Ser eleito o melhor jogador da temporada regular não é fácil em um esporte de altíssimo nível, com tantos adversários e jogos. No entanto, segundo o levantamento publicado no Betway Insider, site de palpites e prognósticos, isso não está parecendo ser uma missão quase impossível para os estrangeiros.

Afinal, as últimas quatro edições tiveram jogadores não-americanos como MVP, ou seja, considerados os melhores jogadores de suas temporadas. Em 2019 e 2020 o prêmio ficou nas mãos do Giannis Antetokounmpo, grego, jogador do Milwaukee Bucks. Já as últimas temporadas (2021 e 2022) tiveram Nikola Jokic, sérvio, do Denver Nugets, como MVP.

Mas se você pensa que os estrangeiros estão tendo oportunidades e destaques apenas nos últimos anos, está enganado. Como mostra o artigo da Betway, site de apostas esportivas online, o italiano Hank Biasatti já esteve presente na primeira temporada da NBA, há 75 anos.

É possível que mais prêmios venham pela frente

Neste ano, como falamos acim

Imagem ilustrativa da imagem Pesquisa da Betway aponta relevância de estrangeiros na NBA Imagem ilustrativa da imagem Pesquisa da Betway aponta relevância de estrangeiros na NBA
|  Foto: Fonte: Unsplash
 

a, o melhor jogador da temporada regular foi o sérvio Jokic. Mas em segundo lugar estava outro potencial nome a se destacar nas próximas edições: o camaronês Joel Embiid. Já Antetokounmpo ficou em terceira colocação em número de votos.

O único norte-americano no top 5 foi o jogador do Phoenix Suns, Devin Booker. No entanto, com menos de 100 votos de diferença, já veio em seu encalço o esloveno Luka Doncic, do Dallas Mavericks.

Seguindo neste mesmo ritmo, tendo idades entre 23 (Doncic) e 28 anos (Embiid), ainda há muita lenha para queimar. Principalmente se considerarmos que grandes nomes americanos que conquistaram os prêmios anteriores já estão em uma idade relativamente avançada.

James Harden completará este ano 33 anos de idade. Russell Westbrook fará 34 quando já tiver iniciado a temporada deste ano. Já Stephen Curry, vencedor do título deste ano com o Golden State Warriors, fez 34 em março.

São jovens, se pensarmos em idade cronológica, mas quando se fala de atletas de alto rendimento, com lesões e tudo mais, há o desgaste do tempo. E tudo se torna ainda mais complicado quando pensamos em conflitos com o time, como é o caso de Westbrook com os Lakers.

Além disso, a NBA está muito aberta a receber mais e mais jogadores estrangeiros. Portanto, a concorrência também aumenta e as chances de ser considerado o melhor jogador da temporada regular, também.

Brasileiros que jogaram na NBA

Já se passaram 75 anos da primeira temporada até a edição que terminou no dia 16 de junho deste ano. Então, é óbvio que alguns jogadores brasileiros fizeram parte da história da maior liga de basquete do mundo.

Aliás, a presença de brasileiros acabou sendo adiada já nos anos 1970 com Marquinhos Abdalla e no início dos anos 1980 com Oscar Schmidt. Isso porque até então, como mostra a própria pesquisa da Betway, jogadores da NBA não podiam defender suas próprias seleções.

Portanto, por determinação da FIBA, muitos estrangeiros que queriam vestir a camisa de suas seleções adiaram o sonho de jogar na NBA. Mas depois que foi revogada esta decisão, já que foi julgada arbitrária por ser uma restrição a uma única liga, o cenário mudou.

Em 1988, Rolando Ferreira fez parte do Portland Trail Blazers e ficou por lá até 1989. Antes disso, havia conquistado com a Seleção Brasileira os títulos Sul-Americano em 1985 e Pan-Americano em 1987.

Mas foi apenas em 2014 que o jogador Tiago Splitter ganhou um título jogando na NBA pelo San Antonio Spurs. No ano seguinte, foi a vez de Leandrinho Barbosa ser campeão com o Golden State Warriors.

Ainda que estes tenham sido os únicos jogadores brasileiros a serem campeões na NBA, nomes como Anderson Varejão, Marcelinho Huertas e outros também se destacaram.