|
  • Bitcoin 103.514
  • Dólar 5,3317
  • Euro 5,5605
Londrina

Folha Confere

m de leitura Atualizado em 15/11/2021, 15:56

É necessário fazer teste de Covid após vacinação para checar imunidade? Falso

Circula nas redes sociais exemplos de pessoas que mostram resultado de imunidade negativo em teste após vacinação, professor da UFSC esclarece questão

PUBLICAÇÃO
terça-feira, 03 de agosto de 2021

Alice Resende - Estagiária*
AUTOR autor do artigo

menu flutuante
Imagem ilustrativa da imagem É necessário fazer teste de Covid após vacinação para checar imunidade? Falso Imagem ilustrativa da imagem É necessário fazer teste de Covid após vacinação para checar imunidade? Falso
|  Foto: Folha Arte
 
Imagem ilustrativa da imagem É necessário fazer teste de Covid após vacinação para checar imunidade? Falso Imagem ilustrativa da imagem É necessário fazer teste de Covid após vacinação para checar imunidade? Falso
 

A quantidade de pessoas vacinadas procurando por testes para verificar se estão realmente imunizados aumentou. Contudo, exames de farmácia que identificam o IGm e o IGg não são eficazes para identificar se o indivíduo está imune ou não, o presidente do laboratório de biotecnologia DNA Consult e professor de ciências biológicas na Universidade Federal de São Carlos, Euclides Matheucci Jr elucida que isso acontece por que ele precisa estar com um número de anticorpos muito alto e identifica somente de pessoas que tiveram a doença, pois não consegue detectar os anticorpos desenvolvidos pela vacina. 

O professor instrui que os que quiserem ter mais segurança, caso vá fazer alguma viagem ou vai voltar a trabalhar presencialmente, façam o exame que identifica e decodifica a quantidade de anticorpo neutralizante: 

“As espiculas da proteína Spike são responsáveis por ligar o vírus na célula humana, o anticorpo atua como uma barreira que bloqueia essas espiculas e impede o vírus de entrar na célula, esse anticorpo contra a proteína Spike também é conhecido como anticorpo neutralizante.” 

Matheucci reforça que as vacinas produzem diferentes tipos de anticorpos, ou seja, se teste não encontrar esse tipo de anticorpo não precisa se preocupar, pois seu sistema imunológico pode ter desenvolvido outro tipo de anticorpo.  O professor também lembra que a imunidade adquirida após a vacinação ou contrair o vírus dura por um certo período de tempo, isso porque: “Os vírus respiratórios, como o da gripe, não produzem anticorpos duradouros, diferente da caxumba e catapora, que são anticorpos duradouros”, aclara o professor. Assim, pode acontecer de fazer o teste para saber a quantidade de anticorpos hoje e estar com uma alta contagem e depois de algum tempo refazê-lo e estar com uma contagem baixa.  

“Apesar de vacinado, apesar de imunizado você deve continuar tomando os mesmos cuidados para se proteger e proteger as outras pessoas também, principalmente o uso de máscara adequadas e eficientes, higiene das mãos e evitar aglomeração” finaliza Matheucci. Especialmente com os dados recentes de aumento do número de casos da Covid-19 em países com a vacinação avançada, como os Estados Unidos e o Reino Unido. Isso devido a variante delta, que é neutralizada pelas vacinas que estão no mercado, porém é mais infecciosa e consegue ser transmitida muito mais rápido do que as outras variantes.  

Imagem ilustrativa da imagem É necessário fazer teste de Covid após vacinação para checar imunidade? Falso Imagem ilustrativa da imagem É necessário fazer teste de Covid após vacinação para checar imunidade? Falso
|  Foto: iStock
 

A vacina contra a Covid-19 estimula a formação de anticorpos em todos?

“Sim, pelo menos algum tipo de anticorpo ele vai desenvolver”, afirma Matheucci Jr. Se não fosse o caso, o problema não seria tão grave,  o professor explica ainda que os anticorpos ou imunoglobulinas não são a única maneira da pessoa estar imunizada, elas são a primeira barreira contra a entrada do vírus. Mas existe também uma proteção imunológica chamada de celular, que é diferente e também é ativada pelas vacinas. 

Existem casos de pessoas morrendo mesmo após tomar as duas doses da vacina, isso porque nenhuma vacina protege 100%. Contudo evitam que 90% das pessoas tenham infecções graves, lembrando que sem a vacina saímos de 90% para 0% protegidos contra o vírus. 

**

A informação que dispersou essa informação falsa não se vale de argumentos científicos ou dados concretos, característica que deve sempre causar desconfiança ao leitor. Se você receber uma informação suspeita, não deixe de enviar para o Folha Confere ou utilizando a hashtag #FolhaConfere nas redes sociais.

*supervisão de Patrícia Maria Alves (editora)

***

Receba nossas notícias direto no seu celular, envie, também, suas fotos para a seção 'A cidade fala'. Adicione o WhatsApp da FOLHA por meio do número (43) 99869-0068 ou pelo link wa.me/message/6WMTNSJARGMLL1.