Do Olavo de Carvalho não se fala

Aguardo ansiosamente os depoimentos de outros alunos do mestre da Virgínia à CPMI das Fake News

1. Élcio Queiroz, o homem acusado de matar Marielle, trabalhou para o ex-senador petista Lindbergh Farias, além de considerá-lo “o melhor patrão” que já teve. Diante disso, a esquerda permaneceu em silêncio sepulcral. Agora imagine, por um momento, que o “melhor patrão” do acusado fosse Jair Bolsonaro. A todos os que perguntavam “Cadê o Queiroz?”, aí está a resposta.


Do Olavo de Carvalho não se fala
Matheus Bazzo - Divulgação
 



2. Esquerdistas e isentões convocaram o jornalista Allan dos Santos para depor na CPMI das Fake News (que deveria se chamar CPI da Censura). Imaginavam, talvez, que assim poderiam intimidá-lo. O resultado foi o oposto: Allan deu um show de inteligência e sinceridade aos parlamentares. Estou esperando ansiosamente os depoimentos de Filipe G. Martins, Bernardo Pires Küster e outros alunos do professor Olavo de Carvalho. Vai ser divertido.




3. Desde o primeiro minuto, a esquerda apresentou o caso Marielle como um crime político. O inverso aconteceu com o caso Celso Daniel, que a esquerda tentou desesperadamente apresentar como um crime comum. Crime comum em que OITO pessoas relacionadas ao caso morreram de forma violenta. Vamos mais uma vez lembrar seus nomes? Dionísio Aquino Severo (sequestrador); Sérgio ‘Orelha’ (cúmplice do sequestrador), Otávio (investigador da Polícia Civil); Antonio Palácio de Oliveira (garçom), Paulo Henrique Brito (garçom), Iran Moraes Redua (agente funerário), Carlos Delmonte Printes (médico legista), Josimar Ferreira de Oliveira (delegado).


4. Comentário certeiro da juíza Ludmila Lins Grilo: “Em 2004, o jornalista Milton Temer disse, em entrevista, que ninguém jamais deveria comentar sobre Olavo de Carvalho. Milton sabia das coisas. Trazer o nome de Olavo a público faria com que as pessoas conhecessem as suas ideias, e isso seria devastador: a verdade convence. Hoje, os detratores de Olavo vão na contramão da teoria de Milton, dando microfone e holofotes a ele e seus temidos alunos. Não parem. Nós temos muito a dizer”.


5. A esquerda criminosa não está preocupada com a educação, nem com o futuro dos nossos filhos. O que eles desejam é usá-los como massa de manobra e bucha de canhão para o caos que pretendem disseminar em todo o país. Por todo o Brasil, neste exato momento, os companheiros estão incitando nossas crianças e adolescentes à revolta. No momento em que a economia do país dá sinais claros de recuperação e o combate à criminalidade atinge resultados espetaculares — com 70% de aumento nas apreensões de cocaína e 22% de queda na taxa de homicídios —, os chefões da máfia esquerdista continental querem criar uma revolta incendiária com um único objetivo: derrubar Bolsonaro.


6. Um dos truques mais sujos da esquerda é disfarçar propaganda e aliciamento político sob o rótulo de "cultura", e depois ainda acusar quem reclama de censor. Aqueles que realmente gostam de arte e literatura abominam essa enganação.


7. “Quer irritar um conservador? Minta para ele. Quer irritar um esquerdista? Diga-lhe a verdade.” (Frase atribuída a Theodore Roosevelt.)


Continue lendo


Últimas notícias