O curioso queijo de porco


 

O curioso queijo de porco
Divulgação
 



Um leitor escreveu para a Coluna dizendo que é fã de queijo de porco. Nem todo mundo conhece esse produto. Quem já provou diz que é um aperitivo  muito apetitoso. A receita  veio para o Brasil com os colonizadores europeus e é tradicional em Santa Catarina. Em Londrina, a rede de mercados Santarém produz o embutido, feito à base de carne, miúdos e pele suína. Como explica Jonas Andreassa, gerente de fábrica de embutidos da rede, a preparação inclui  sal , alho, azeitona, chimichurri, pimentão  vermelho e amarelo, além de  língua, pele , courinho e outras partes do porco. O produto é cozido e já é vendido pronto para o consumo.  Como ele contou,  há consumidores fiéis ao embutido. 


 

O curioso queijo de porco
Divulgação
 

Jonas Andreassa durante a preparação do queijo de porco  




Governo do Estado esclarece: foi o Exército que escolheu Ponta Grossa 

A decisão pela indicação do município de Ponta Grossa para concorrer, com outras duas cidades brasileiras, à instalação de uma Escola de Sargentos e Armas no Brasil, foi do Exército, que escolheu a área de acordo com as características técnicas e de viabilidade do projeto. O Exército brasileiro visitou cidades paranaenses, inclusive Londrina, mas optou pelo município dos Campos Gerais por razões técnicas. O Governo do Estado defende a instalação no Paraná, que é referência no país, em infraestrutura e desenvolvimento. Esta foi a informação que recebemos da Assessoria de Comunicação do Governo do Paraná, esclarecendo o que de fato ocorreu.    


Aniversário

Quem estará aniversariando amanhã, dia 12, é o jornalista londrinense Marcelino Medeiros Junior. Festejará a data com a esposa Marilda e os filhos Dara e Eder. Aquele abraço. 



Com a pioneira de 1932

 

O curioso queijo de porco
Divulgação
 

Ary Sudan Filho recebeu em sua casa no Alphaville a sua avó Joanna Maria Campinha Panissa, pioneira de Londrina, de 1932; sua irmã Renata Panissa Sudan e sua mãe Carmen Silvia Panissa Sudan. O almoço esteve a cargo do anfitrião e sua noiva Anelise Samara Brunelli. Também estavam presentes outros convidados e o Dia das Mãe foi comemorado com muita alegria e confraternização  


 


Advogado da turma pioneira escreve sobre Dia das Mães  

O advogado londrinense Ney Sebastião dos Santos (da turma pioneira da Faculdade Estadual de Direito de Londrina, instalada no Grupo Escolar Hugo Simas, em 1958), e avô de Luiza dos Santos Canziani, a mais jovem parlamentar da Câmara dos Deputados do Brasil, escreveu para a Coluna sobre todas as mães, que publicamos a seguir:  “Que dádiva divina é estar com ela e comemorar o Dia das Mães; mas, se não está, é só lembrar como se não estivesse ausente. E rememorar a capacidade dela de multiplicação dos pães. Lembrar-se, então, embora não nascido, você já estava presente. A mulher, só a mulher, recebeu o dom divino da maternidade. A dádiva, a graça que lhe foi dada do sentir único de felicidade. Em que sente crescer nas suas entranhas um ser nascente. E por mais chutes que recebe, o amor cresce, envolvente. Mas só quem gerou pode nutrir esse sublime sentimento? Será que Deus pretendeu privilegiar apenas a mulher fértil? Não, a quem não pode engravidar responde a Sabedoria. É mãe também por adoção, quem cuida com igual amor.É mãe, quem está sempre em vigília, noite ou dia.   É mãe quem acompanha a criança onde ela estiver ou for.” 


Rita Braile, a devota da Mãe das Mães 

Empresária, agente de turismo, fundadora da TS Brasil (agência especializada no turismo religioso há mais de três décadas) e, principalmente, mãe. Rita Braile, muito devota de Nossa Senhora, mãe de Jesus, já peregrinou por diversos santuários marianos pelo mundo, desde o de Aparecida, aqui no Brasil, até Guadalupe (México), Fátima (Portugal), Lourdes (França) e Medjugorje (Bósnia-Herzegovina). Em todos esses locais de fé e oração, Rita conta que encontrou sempre um colo de mãe, um lugar amoroso. Por isso, reza à Virgem Maria, mãe de todas as mães, por cada uma das mulheres que realizam essa grande missão de ser o esteio firme do amor familiar. Sejam as mães de diversas maneiras e características: trabalhadora, dona de casa, coruja, leoa, de primeira viagem, amiga, parceira, perfeccionista, conectada, tecnológica, entre outras. Assim como Maria, que se apresenta de diversas maneiras: Aparecida, Guadalupe, Copacabana, Lourdes, Fátima, Caravaggio, do Carmo, da Salete, de Fátima, da Lapa, de Nazaré, de Medjugorje, entre outras. Não importa que nome damos às nossas mães, o dia delas é um entre todos os que elas merecem homenagens. 



Reencontro de amigas 

 

O curioso queijo de porco
Divulgação
 

A engenheira civil Georgeth Azevedo Jorge, de Maringá, veio passar seu aniversário em Londrina, no restaurante Coco Bambu. Adepta da boa comida e um bom vinho, assim passou seu aniversário,  dias atrás, com amigas de longa data. Na foto está com a empresária Vânia Kawakami Obara e a engenheira civil Claudia  Bezerra Zanusso. 


Itaipu parece prêmio  para ex-governadores 

O deputado federal maringaense Ricardo Barros mostrou toda sua força, ao ser escolhido como líder do governo Bolsonaro na Câmara dos Deputados. Na semana passada, mostrou novamente que é um destacado representante de Maringá e região no Congresso Nacional. Nomeou a sempre bonita e competente Cida Borghetti, ex-governadora, para o Conselho de Administração de Itaipu.  Barros não brinca em serviço. Sempre conseguiu o que desejou.   Curiosamente, quatro ex-governadores do Paraná (com ela) foram do Conselho de Itaipu: Ney Braga, José Richa e Orlando Pessuti, que foi quem transformou Tamarana em Município. 



Babi é da família 

 

O curioso queijo de porco
Carmen Kley - Divulgação
 

Ainda em clima de Dia das Mães, Simone Bellini com sua filha Bianca Wiegmann Bellini. Na foto, elas com a cachorrinha Babi, em ensaio fotográfico by Carmen Kley. 


 

Dia da Enfermagem: curso na UEL celebra docência e anuncia biografia dos 50 anos  

 

O curioso queijo de porco
iStock
 


No 12 de maio, quarta-feira, é comemorado no mundo o Dia Internacional da Enfermagem, que marca o aniversário de nascimento de referência ao aniversário de Florence Nightingale – fundadora da enfermagem moderna. Para celebrar sua importância, o curso de enfermagem da Universidade Estadual de Londrina decidiu registrar em livro a história dos 50 anos de dedicação à formação dos profissionais que atuam no mercado de trabalho. A publicação, em produção pelo jornalista Fábio Luporini, deve ser lançada em 2022. “Ensinar é uma missão para poucos, ao mesmo tempo, é uma grande alegria.  Mas, com um carinho especial, porque os futuros profissionais vão cuidar de pessoas”, ressalta a professora doutora Renata Perfeito Ribeiro, coordenadora do curso de enfermagem. Ela está à frente da produção do livro que vai contar sobre o curso criado em 1971 e implantado em 1972.   


 

 


 


Muita ou pouca areia... 

Nenhuma mulher diz: “esse  cara é muita areia para a minha caminhonete” Dificilmente falam sobre as amigas também.  Já os homens costumam afirmar sobre  colegas: “Essa gata é muita areia para o caminhãozinho de fulano...” 

Lindinha Chupeta disse isso, certa vez, em sua mesa no Country Club e comentou: é que elas se julgam superiores, pois sabem que os homens acabam fazendo o que elas querem, na grande maioria das vezes.   


*** 


O autor de novelas Walcyr Carrasco, que se prepara para escrever outra para a Globo, diz que agora anda comendo “churrasco de abobrinha”. Melhor para a saúde dele, afirma. 


*** 


A direção da Globo está  convencendo Luciano Huck a abandonar a ideia de ser ingressar na política e assumir o programa que ainda é de Faustão, até o final do ano, pois ele já confirmou que vai para a TCV Bandeirantes. A Globo poderia até concordar que ele fosse candidato ao Senado, pois teria o sábado e domingo para cuidar, ajudar a produzir programa dominical. Para a presidência da República, dificilmente haverá terceira via. Pesquisas já deram o tom principal: será Bolsonaro versus Lula.  



'Jacarezinho' teria sido visto novamente nas águas do Igapó 

Teria sido visto, novamente,  um filhote de jacaré no Lago Igapó 2. Remanescente, talvez, dos que foram trazidos do Pantanal, por dois integrantes da UEL, ainda nos anos 80. A intenção era boa, de deixá-los no setor veterinário da Universidade... Depois de algum tempo os problemas começaram a surgir cada vez mais.  A solução rápida e mal-calculada,  foi deixá-los no Igapó, até encontrarem uma outra saída. Que não conseguiram e os bichos foram crescendo e se multiplicando. Quando noticiei o fato, nesta mesma Coluna, amigos do prefeito da época, Wilson Rodrigues Moreira, disseram que eu queria prejudicá-lo...Só queríamos avisar a população do perigo, notadamente para crianças e menores em geral: Jacarés no Lago Igapó. Um deles, já grandinho, até entrou na garagem da lancha da advogada Ana Carlota de Almeida, que até fotografou o danado... Será que ressurgiram de alguma maneira? Olho vivo, que jacaré é réptil. Fanáticos pela loteria de números certamente não vão perder a chance de cravar o bicho nas próximas apostas.  

Já me perguntaram se a simpática cidade de Jacarezinho teve seu nome batizado porque haveria por lá, antigamente, alguns desses filhotes de jacaré. Pode ter sido. Mas essa história só os primeiros moradores dessa localidade devem saber a respeito.  É a cidade de Grazi Massafera, que foi Miss Paraná, que participou com sucesso de um Big Brother Brasil, e tornou-se uma atriz das mais respeitadas e queridas pelo setor de novelas da TV Globo.    


***


Cresce o número de crianças e de adolescentes internados no HU, que é um hospital regional. Deve ser o maior do interior do Paraná ainda e faz parte da Universidade Estadual de Londrina.  O Hospital Universitário atende a pessoas de 90 municípios norte-paranaenses. 


13 de maio chegando: Lei  Áurea, a menor de todas! 

Depois de amanhã, a folhinha registra  o dia 13 de maio, data que sempre foi lembrada nas escolas, pelos professores de História pelo menos, como o dia em que a Princesa Isabel assinou e promulgou (estava no comando do país) a histórica Lei Áurea, declarando extinta a escravidão no Brasil. Até hoje foi a  menor lei aprovada no Brasil. Tem apenas dois parágrafos: 1º - Através desta lei fica extinga, neste 13 de maio de 1.988, a escravidão no Brasil. 2º - Revogam-se as disposições em contrário. 


A opinião do colunista não é, necessariamente, a opinião da Folha de Londrina  


Receba nossas notícias direto no seu celular! Envie também suas fotos para a seção 'A cidade fala'. Adicione o WhatsApp da FOLHA por meio do número (43) 99869-0068 ou pelo link wa.me/message/6WMTNSJARGMLL1

Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito

Últimas notícias

Continue lendo