Momento de descontração com a família


O médico Gustavo Mazzer de Aquino, cardiologista do Incor, em momento de descontração com a esposa Anthonia Campos Aquino e as filhas Helena e Olivia. 

Momento de descontração com a família
Divulgação
 



Pesquisa interessante 

Os fisioterapeutas Claudete Stabile Romaniszen e Rodolfo Parreira vão iniciar, em breve, uma pesquisa para avaliar os benefícios de uma camiseta com um material especial, uma biocerâmica, fabricada nos Estados Unidos. Os objetivos são diminuir estresse oxidativo e processos inflamatórios e melhorar o bem-estar em pacientes que já terminaram ou ainda estejam em tratamento de qualquer tipo de câncer, seja com quimio, radio ou imunoterapia. Os pacientes vão receber as camisetas e passar por avaliações antes e após seis semanas de uso, tudo sem nenhum custo. Quem se encaixa nestes critérios e desejar participar pode entrar em contato pelo (43) 996342330 



 

 

Live da psicologia 

“Os sonhos em tempos pandemia” é o tema da 1ª Live de Psicologia da UniFil, hoje, às 19 horas, com a apresentação de seis professores da graduação que vão debater o que acontece nos sonhos enquanto as pessoas dormem, significados dos assuntos, indicativos e outras perspectivas, em abordagens de análise de comportamento, psicanálise, analítica e humanismo. A coordenadora do curso de psicologia, doutora Patricia Vaz de Lessa, faz a abertura da live e depois cada debatedor expõe seu ponto de vista. Os convidados são os doutores Wagner Rogério, Mariana Amaral e Luiz Lovo; mestres Claudia Paleari, Giselli Gonçalves e Fabrício Oliveira. A live é aberta a todos os interessados no youtube pelo link https://bit.ly/2ZcLsl8 

 




Parcerias pet

Momento de descontração com a família
Divulgação
 


O Presidente do Sindserv, Marcelo Urbaneja, vai lançar nas próximas semanas o Sindserv Pet, um convênio com descontos em clínicas e hospitais veterinários, além de pet shops. O Sindserv, que já é referência pelo crescimento significativo da carreira do servidor público, também inova ao criar parcerias importantes para o funcionalismo municipal. Recentemente, a entidade firmou convênio com a Unimed Odonto e oferece plano odontológico gratuito e de abrangência nacional para todos os servidores filiados.  

  


 'Alfaiate de todas as torcidas'

Esta Coluna une-se a todas as manifestações de pesar pelo falecimento do corintiano  Antônio Ezídio da Silva, o “alfaiate de todas as torcidas”. Era um craque para cortar e confeccionar ternos, paletós, calças e até casacos para algumas professoras e esposas de clientes. Me contou que fez um casaco para uma professora da UEL, que as amigas perguntaram se ela havia comprado em Paris.  O cliente de mais tempo dele foi o promotor e professor de direito Rui Cunha, que gostava muito de terno branco de linho. Teve um juiz como seu freguês, que gostava de paletó pespontado. Acredito que tenha sido o também professor Hércules de Macedo Rocha, do curso de direito, que era juiz, quase diplomata (foi aluno do Instituto Rio Branco) e elogiado pianista. 



Doação para a Guarda Mirim

Momento de descontração com a família
Divulgação
 

O Sinpro - Sindicato dos Profissionais das Escolas Particulares de Londrina e Norte do Paraná fez a entrega, dias atrás, de alimentos arrecadados entre os associados para a Guarda Mirim de Londrina, entidade que atende centenas de jovens e adolescentes. Na foto, o representante da entidade, Leonardo da Silva Santos, com o diretor do Sinpro, o professor Moacir Szekut. 

 


Justa homenagem

Para o engenheiro Florindo Dalberto a homenagem a Milanez seria justa.  “Londrina está devendo uma homenagem à altura do que João Milanez foi para esta cidade. O viaduto da avenida 10 de dezembro é a oportunidade de pagarmos esta conta!”, disse, ontem, a esta Coluna, o engenheiro agrônomo Florindo Dalberto, que é um baluartes da importância e do sucesso do Iapar. E afirmou ele: “ Jamais vamos esquecer que Milanez foi o grande Animateur do processo de consolidação de Londrina como centro e metrópole regional, vencida a etapa do pioneirismo desbravador. A partir dos anos 1960 – quando eu já estava aqui profissionalmente como engenheiro agrônomo do ex-IBC – me lembro que comentávamos que nas nossas já criadas entidades, como Cela, AEA, Aonp e AML, que para qualquer ideia ou projeto acontecer, bastava ter o beneplácito de pelo menos 3 personalidades: Celso Garcia Cid, Dom Geraldo Fernandes e João Milanez. Claro que também inúmeras outras lideranças se engajavam nas grandes iniciativas que marcaram a trajetória e a pujança de Londrina, mas esses 3 foram essenciais.  Milanez , dentro do conceito de gente que lidera e encoraja a participação coletiva nos grandes projetos, estava sempre presente, quer através da Folha de Londrina, sim, mas muito também através de sua luz própria, de sua irreverência e de sua vontade gigante de contribuir com a terra que escolheu para viver e ficar. Aí estão a UEL, o Teatro Ouro Verde, o ex-Iapar, a Embrapa-Soja, a Londrina Tecnópolis, os grandes festivais, as grandes Exposições da Rural, os mega ventos e etc. Em nossa Londrina de hoje, sempre teve o pitaco do “patrão”. Como então, emblematicamente, não reverenciar João MIlanez na maior obra que a cidade está concluindo nesta era de superar desafios?”  

  


 



Sobre máscaras

Momento de descontração com a família
Divulgação
 

Aldemar Mascarenhas, presidente do Sindicato dos Lotéricos do Paraná , enviou um comentário para a Coluna sobre o uso das máscaras: “Me sinto afudegado com a máscara, esse obstáculo à respiração,  mas necessário nesse momento de pandemia. Uma vacina surge no horizonte, mas até lá devemos seguir as orientações dos órgãos de saúde, mesmo que isso nos cause desconforto. Essa pandemia veio pra mudar conceitos e posturas na convivência do nosso dia a dia, porém a vida tem que continuar, precisamos trabalhar pelo pão de cada dia. Sinto que as pessoas estão acima dos seus limites, o nível do estresse supera o bom humor de muitos, mas é exatamente nessa hora que precisamos demonstrar equilíbrio para não piorar ainda mais as coisas. Vamos continuar usando máscaras, mantendo o distanciamento, desinfetando ambientes e usando o álcool gel e, o que é mais importante, evitar aglomerações, tudo pelo bem comum pessoal”, afirma 

 



A bela moça de Londrina que balançou o playboy Baby Pignatari  

Como  lembrou-me o rolandense Odair Chiqueto, a expressão “gol de placa”, criada no Maracanã, estádio no qual o Santos decidiu título mundial de clubes campeões com o Milan, o time do coração de Adamo  italiano, que teve um dos melhores  restaurantes aqui na cidade. Vários italianos que moravam em Londrina foram ao Rio ver o jogão no Maracanã. No grupo estava uma bela jovem, filha de italiano e espanhola, como convidada de um casal amigo daqui, que fez o maior sucesso já no avião.  Formosa, elegante, o grupo foi no sábado conhecer a famosa boate Night and Day,  frequentada na época por belos casais e filhos do high society carioca. E entre os presentes no local da moda estava o famoso Baby Pignatari, considerado playboy internacional, milionário, que convidou-a para dançar e  encantou-se com ela, perceberam os londrinenses que lá estavam. Tanto que o maitre da Night and Day brincou com o casal anfitrião dela: “essa garota é um gol de placa, de tão bonita”, brincou. Não deu outra: no dia seguinte, Baby Pignatari mandou flores para ela. Acredito que ela vive atualmente com a família em Curitiba. 



Coronavírus e crimes

Momento de descontração com a família
Divulgação
 


O advogado André Cunha disse a Coluna que é preciso atenção aos artigos 121 e 129 do Código Penal, que tratam respectivamente do crime de homicídio e do crime de lesões corporais. “Ambos podem ter incidência quando se fala de contaminação por coronavírus, já que o contaminado poderá ter uma incapacidade temporária para suas atividades (incapacidade permanente) ou até mesmo pode vir a óbito. O artigo 129 do Código Penal dispõe tratar-se de lesão corporal a ofensa à integridade corporal ou a saúde de outrem, protegendo a saúde corporal, fisiológica e mental do individuo, assim, aquele que causar uma enfermidade a outrem enquadra-se nesse crime”, ressalta 

 


***


Domingo, dia de degustação na casa de carnes de Milton Furuta, que atenderá também o pessoal que procura seus assados e outros produtos bovinos especiais. Sempre com o melhor corte da região. 

 

*** 

  

 Água é saúde, comentam sempre os médicos. Para você ter, por exemplo, os rins sempre funcionando bem, tome pelo menos dois litros de água por dia.  

  

 

 

A influência turística da Ilha do Sol na região 

Começa a ser realizado pela Adetur (Agência de Desenvolvimento Turístico do Norte do Paraná) o mapeamento do potencial dos municípios da região da Ilha do Sol, com apoio do Sebrae, que vai procurar fortalecer o turismo na Ilha do Sol, e nos municípios de Primeiro de Maio e Sertaneja, e com a adesão de Londrina, fortalecer ainda mais as cidades da região.  Como se sabe, a Ilha do Sol está localizada na divisa do Paraná com o estrado de São Paulo, próxima ao encontro dos rios Tibagi e Paranapanema. Na Ilha do Sol está em obras o Residence Club e o The Hard Rock Hotel Ilha do Sol como o primeiro da região de água doce. O empreendimento é da VCI  S/A.  



   

Enfermagem

Momento de descontração com a família
Divulgação
 

A enfermeira Márcia Carlotto atua no Hospital Universitário, da UEL. Ela conta que ama o que faz. Márcia se declara muito feliz com o reconhecimento da enfermagem pela opinião pública , que nunca foi tão grande como nestes tempos de pandemia. 

  

 

 

 

 

*** 

 

A segunda emenda da Constituição dos Estados Unidos deixa claro que o norte-americano tem o direito de defender sua propriedade. Por isso, de armas em mãos,  alerta os que tentam  invadir jardins de residências.   

 

 

Perigo para a saúde de idosos que estão deixando de ir aos médicos 

O médico neurologista Pedro Garcia Lopes está lembrando aos pacientes dele, e também de outros colegas de sua área, que, além de continuarem a usar máscara, evitar aglomerações, cumprimentos e abraços,  é importante considerar o isolamento de pessoa de risco em sua casa. Diz ele que mais de 50/% dos seus pacientes são pessoas idosas, com pressão arterial, diabetes e outras, que precisam de medicações contínuas. Acontece que elas estão deixando de fazer acompanhamento médico e ficam sem tomar os medicamentos de uso controlado, apresentando quadro depressivo acentuado, dores por falta de mobilização e piora o quadro geral com complicações pulmonares, cardíacas e neurológicas.  A orientação doutor Pedro Garcia Lopes Garcia Lopes é que compareçam às consultas quando necessário e, caso não possam vir, que entrem em contato para resolver o que for possível.  Lembra o médico que o distanciamento não é pelo isolamento,  e a pessoa pode fazer pequenas caminhadas próximo à residência, sempre de máscara, sempre usando álcool em gel. Outra complicação que ocorre, com as pessoas mais jovens  que tinham grande atividade, como os professores, é o quadro de dor de cabeça acentuada e a queixa é sempre sobre o isolamento.   Finalmente, o neurologista Pedro Garcia Lopes lembra que um grande problema ocorrendo é que as pessoas que fazem tratamentos continuados e possuíam plano de saúde estão abandonando os tratamentos pela perda de emprego, ou porque não conseguem pagar o valor do plano. A Neuro, clínica dele, criou a Neuro Express, onde estes pacientes são atendidos pelos especialistas da clínica. Os interessados podem entrar no site Neurolondrina.com.br para mais esclarecimentos. Disse ainda mais: esperamos ajudar nossa população, com as medidas acima,  nessa época tão difícil para todos.  

 

 

Hospital 

Novamente fechado o Pronto-Socorro do Hospital Evangélico, por 72 horas, desde o domingo, porque o Samu trouxe de Arapongas um homem que estava com  coronavírus. O cidadão foi transferido para o HU. 

 



Se eu fosse algum conselheiro do Hospital Evangélico, diria à sua diretoria: há enfermeiras ótimas no seu quadro, mas outras precisam ser melhor treinadas, pois a época exige o máximo delas. O pessoal de limpeza necessita ser reforçado, preparado. Limpeza de banheiros, inclusive. Falo isso, porque fiquei internado lá, recentemente, quando tive problemas no coração, e fui atendido pelo Cardiocat, muito bem como sempre, e fiquei em uma ala, que deveria ser da UCO, mas lá estavam homens e mulheres com outros problemas de saúde. O hospital é uma grande instituição, que precisa ser cuidado com grande carinho. Confesso que não sei qual é a diretoria atual, mas ela precisa reunir seu conselho e apurar falhas e pedir socorro a quem pode ajudar: deputados, senadores e quem mais puder colaborar. O Evangélico já foi uma das referências da cidade e tem tudo para voltar a ser. Começaria treinando mais e mais as coordenadoras das UTIs, que precisam disciplinar as coisas, mas coma aquela dose de compreensão aos doentes maior do que o normal. Se merecerem,  melhorar os salários delas. Uma profissional ótima, tem que ser bem paga. A saúde das pessoas em primeiro lugar.  

Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito

Últimas notícias

Continue lendo