Em torno de Nádia Sahão



Em torno de Nádia Sahão
 

Muitos se reencontraram para abraçar a carismática Nádia Sahão, pioneira que completou 92 anos. Os convidados a encontraram cercada pelo carinho dos filhos, netos e bisnetos. Sua história londrinense começou em 1950: ela trocou a cidade onde nasceu, Ibitinga, por Londrina. Veio acompanhada do marido, o comerciante Assad Sahão. Aqui nasceram seus filhos: Vitória, Ricardo, Vanessa e Eduardo; os netos: Maíra, Bruna, Renata e Eduardo Assad; e os bisnetos Bernardo e Giorgia. Mestre na arte de receber, seu endereço é referência por todos que a conhecem e desfrutam das delícias que ela coloca à mesa. Nesta trilha, Nádia Sahão surpreendeu a cidade, aos 90 anos, lançando o livro "Receitas da Cozinha Libanesa", cuja renda obtida com a venda da obra, em concorrida noite de autógrafos, foi totalmente destinada a instituições de caridade como quis a generosa e sensível pioneira. A publicação, que já está na segunda edição, pode ser encontrada na Livraria Curitiba, em Londrina, e ainda nas livrarias de São Paulo. A propósito o lançamento do "Receitas da Cozinha Libanesa" foi documentado também pelo jornal libanês An Nahar, de maior circulação do Líbano, em sua página de Gastronomia. 

Londrinense por adoção, Nádia Abib Sahão não quis presentes no aniversário de 92 anos, mas solicitou que os convidados fizessem doações para as instituições: Toca de Assis, Asilo São Vicente de Paulo e Ilece. Ela vestiu um modelo assinado pela estilista londrinense Margareth Carmona para a comemoração do aniversário, quando surpreendeu novamente os londrinenses ao interpretar "La Vie en Rose", em francês, junto com neta, a cantora lírica Bruna Sahão e com o neto Eduardo Assad Sahão no teclado. A família foi às lagrimas no palco do Buffet Moress. Na foto de Chico Senra, Nadia Sahão  entre três gerações da Família que ela constituiu com Assad Sahão!  





Receita Federal poderia prorrogar prazo para o IR  

Leitor que se identifica, mas pede para que seu nome não seja divulgado, sugere que a Receita Federal prorrogue o prazo para a entrega das declarações do IR 2019, cuja data final é 30 de abril. *** Afirma que o mundo não será o mesmo após essa pandemia. “Valores materiais, espirituais e familiares renovados vão surgir. Enquanto cenas apocalípticas estão sendo vistas, novas esperanças estão nascendo. A ciência e soluções avançam a passos largos em momentos de dificuldades, crises e guerras. Planos de vida e soluções inovadoras surgirão, pois como diz o ditado: A cana só dá açúcar depois de passar por grandes apertos. Não esperam que as coisas caiam do Céu.” *** E diz mais: “Não há encoberto que não haja de ser descoberto, nem oculto, que não haja de ser sabido, segundo Lucas.  Tudo ficou paralisado com as medidas de quarentena e por isso pedimos novamente que a Receita Federal do Brasil prorrogue os seus prazos. Como se sabe, tudo está parado com as medidas da quarentena. Custa engolir que as autoridades do setor não tenham atualizado a tabela do IRPF, nos obrigando a pagar mais imposto do que o ano passado, sem termos ganho mais. Além disso, se tivessem ajustado a tabela, 10 milhões de b brasileiros não triam que pagar o imposto, segundo já foi divulgado. *** E mais: quem tem mais de 65 anos e duas fontes de renda (INSS e Plano de aposentadoria privado) só tem isenção de até R$1.903,98 por mês sobre os proventos recebidos como pensão e aposentadoria oficial. O leão continua, portanto, com os dentes afiadíssimos.”    


  


Comemoração de aniversário

Em torno de Nádia Sahão
Carmelindo Dias/Divulgação
 

O empresário e ex-gerente da Caixa, Paulo Watanabe, comemorou aniversário na última quinta-feira. Por conta da quarentena, a comemoração  foi em casa  ao lado da esposa, Felícia Watanabe (foto). O casal está sempre envolvido com as atividades solidárias do Rotary.  

  


Negociar pagamentos será o melhor entre pais e colégios 

 Em escolas particulares onde a alimentação é incluída, ela poderá ser reduzida da mensalidade escolar mensal.  Mas o diretor da Abepar,  Nicolau Ribeiro,  entidade que dirige os estabelecimentos, acredita que este deverá ser o ano do bom senso. As escolas precisam pagar seus professores e funcionários e tem outras despesas, que dificilmente conseguirão cortar. Portanto, pais de alunos e diretores de colégios e escolas deverão chegar a um denominador comum, pois o mundo sofreu um grande baque com o surgimento do coronavírus, que veio muito rapidamente lá do outro lado do mundo. Se um pai de aluno disser à escola: “posso dar um cheque para daqui a 30 dias, para daqui a 40 dias”, o estabelecimento vai aceitar, em nome  de melhor futuro para  todos.                              



 

Em família

A renomada arquiteta Cristina Maria de Oliveira Rosa Conte comemora aniversário hoje. Ela é especializada em arquitetura de interiores e também tem destacada atuação em projetos residenciais. A comemoração será com a família.  

  

Em torno de Nádia Sahão
Divulgação
 

 



Foco nos estudos 

Manter o foco nos estudos nesta época de quarentena é primordial para o desenvolvimento da aprendizagem e ajuda a enfrentar o impacto do isolamento. O Colégio Pontual – Unidade Shopping Quintino une o ensino tradicional e as inovações tecnológicas para enfrentar estes desafios. Os professores estão utilizando as salas de aula online todos os dias, desde o primeiro dia sem aulas presenciais. “A missão de ensinar e aprender é mantida digitalmente, afinal estar conectado com a realidade e nunca parar é um dos objetivos de ser Pontual. Pais e familiares aprovam e aplaudem a modalidade”, explicam os coordenadores do colégio. 

  

Em torno de Nádia Sahão
 

Marthin Ruhmann  estudando em casa  

  


 

Manter o foco nos estudos nesta época de quarentena é primordial para o desenvolvimento da aprendizagem e ajuda no enfrentamento do impacto de isolamento. Neste momento, fazer parte de um colégio que utiliza recursos digitais é de extrema importância. O Colégio Pontual – Unidade Shopping Quintino une o que há de melhor no ensino tradicional e nas inovações tecnológicas, estando totalmente preparado para enfrentar os desafios impostos pela quarentena social. Os professores estão utilizando as salas de aula online todos os dias. As atividades estão acontecendo desde o primeiro dia sem aulas presenciais. A missão de ensinar e aprender está sendo mantida digitalmente, afinal estar conectado com a realidade e nunca parar é um dos objetivos de ser Pontual. Pais e familiares aprovam e aplaudem a modalidade.
(Fotos)
Image
Manter o foco nos estudos nesta época de quarentena é primordial para o desenvolvimento da aprendizagem e ajuda no enfrentamento do impacto de isolamento. Neste momento, fazer parte de um colégio que utiliza recursos digitais é de extrema importância. O Colégio Pontual – Unidade Shopping Quintino une o que há de melhor no ensino tradicional e nas inovações tecnológicas, estando totalmente preparado para enfrentar os desafios impostos pela quarentena social. Os professores estão utilizando as salas de aula online todos os dias. As atividades estão acontecendo desde o primeiro dia sem aulas presenciais. A missão de ensinar e aprender está sendo mantida digitalmente, afinal estar conectado com a realidade e nunca parar é um dos objetivos de ser Pontual. Pais e familiares aprovam e aplaudem a modalidade. (Fotos) Image | Divulgação
 

Dayra Santos, também aluna do Pontual 

  


Surge nos EUA o `Jornal da Prisão´ 

Projeto de um ex-presidiário, que em uma troca de tiroteio com outro grupo de jovens, acabou matando um dos adversários e foi preso e condenado a 27 anos de penitenciária, decidiu ajudar os presos, logo depois que foi libertado.  Quando foi condenado, estava com 16 anos, e contou que usou a arma apenas uma vez. Livre da prisão, criou um pequeno jornal dedicado a contar a vida e os problemas dos que estão cumprindo penas. O jornal é sem fins lucrativos e sempre solicita apoio de quem desejar ajudar, claro, para pagar os custos. O jornal, tamanho tabloide, só é distribuído entre os presos e as autoridades das penitenciárias onde estão. ***Presos já escrevem a respeito do que leram, comentam posições de outros detentos e os seus direitos estão passando a ser mais respeitados nas prisões e fora delas. Jornalista em geral nos EUA, que já viram o Jornal da Prisão aplaudiram o projeto. 

  

Sonho realizado

Em torno de Nádia Sahão
 


 Pai de três filhos, o cabeleireiro Paulinho Sorgi, de 59 anos, acaba de conquistar um sonho: tornou-se médico veterinário, pela Unifil, na primeira turma do curso em período noturno. Amante dos bichos, ele não para por aí: já está fazendo pós-graduação em cirurgia de pequenos animais em Curitiba, nos fins de semana. Sorgi foi o orador geral dos formandos. Falou e emocionou! Agora vai continuar fazendo a cabeça das londrinenses e preparando-se para tornar-se cirurgião veterinário também. Duas atividades que ama. 




***


Piscinas de clubes, de condomínios e de residências devem estar sem atividades, evitando o coronavírus. Só que há piscinas de prédios de apartamentos e de condomínios horizontais em Londrina com a energia elétrica ligada, esquentando a água. Para quem? Para que? Só a conta é que ficará mais cara.  


***


Leitores de jornais em Portugal afirmam que a imprensa lusitana está cada vez melhor. Por isso cresce a vendagem nas bancas e nas assinaturas.      


***

A entrega delivery de pizzas, filés, frangos, peixes, etc., pelo restaurante Rodeio estão sendo feitas do almoço até as 22 horas, ininterruptamente. 



Veteranos de Guerra dos EUA reclama de Trump 

O médico Davi Schilkin, diretor da Associação dos Veteranos de Guerra dos Estados Unidos, reclamando do presidente Donald Trump, que teria tirado todos os principais técnicos de pandemias dos serviços da Casa Branca. Isso, diz ele, deixou todos os norte-americanos à mercê da coronavírus, que nas últimas horas atacou fortemente a população de Tio Sam. O dr. Davi e outros dirigentes pediram aos deputados e senadores dos dois partidos, Republicano e Democrata, que mandam no país, que cobrem isso do presidente Donald Trump. A pandemia, afirmou, é catastrófica e este evento de força maior está deixando as pessoas alteradas, muito preocupadas. Acima de tudo, poque 2022 é ano de eleições presidenciais nos EUA e os candidatos dos dois partidos  - Joe Biden e Donald Trump – estão dividindo seus tempos em campanhas e propostas.  A Associação dos Veteranos de Guerra pede mais recursos para o tratamento de saúde de todos e de seus familiares. E solicitam que o Congresso que impeça os elevadíssimos gastos com guerras, nem sempre necessárias. 



Detalhe feminino palestino

Em torno de Nádia Sahão
 

Uma mulher palestina usa máscara facial com os padrões do Kaffiyeh, o cachecol xadrez usado pelos palestinos para simbolizar sua luta.  A máscara foi obra de alfaiates palestinos em uma oficina no campo de refugiados de Burj al-Barajneh, ao sul da capital libanesa. Máscaras iguais são distribuídas gratuitamnte a refugiados nos campos libaneses ao sul, onde há também bom número de cristãos maronitas. Foto de Joseph Eid/AFP 






***

Do leitor Silvio Batista, recebemos  o seguinte: “Sua dúvida a respeito da CNH vencida, Militão, fique sabendo que o Detran do Paraná emitiu portaria através das qual todas as que venceram após o dia 29 de fevereiro último serão prorrogadas por tempo indeterminado até a situação atual se estabilizar”. Muito obrigado. 


***


As famosas lojas Macy´s e Bloomingdale´s, de Nova York, passaram a vender pela internet, nesta época de pandemia, de custo econômico monumental para todos.  Entregando a  mercadoria na casa dos clientes. Já  a Sak´s, que fica ao lado da Catedral de San Patrix, onde um  terno italiano custa no mínimo 5  mil dólares, apenas fechou as portas, até que a onda dessa doença passe.    


 


  


Temos que ser mais fortes e também exigir os direitos  



O Brasil tem que ser forte: o coronavírus pegou o nosso país com a economia frágil, com desigualdade social, com reformas por favor, e em crise política e econômica,  portanto em uma briga  também com as contas públicas, lava jato, propinas, e um quadro gravíssimo pelos ricos que temos pela frente. Temos que reagir, pois estamos apagando fogo, mas cada tomada de decisão tem seus efeitos colaterais.  Desse modo, precisamos tomar cuidado como o fato de isolar-se quem tem 60 anos ou mais.  Que ficam longe de todos e de tudo.  *** Aqui em Londrina, o povo espera que os deputados e senadores eleitos pelos londrinenses e também os vereadores, falassem um pouco mais a respeito, que dessem suas posições, pois parece que todo mundo está de “boca fechada”. O eleitor, o povo em geral, parece ficar meio barata tonta, pois depende de decisões de autoridades. A retração é grande e vários comerciantes e empresários pensam em voltar a trabalhar, a abrir suas portas, pois o próprio presidente da República incentiva a isso, embora – durma com um barulho desses – o ministério da saúde seja contra.    


Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito

Últimas notícias

Continue lendo