Doações para Primeiro de Maio e Sertaneja


Os municípios de Primeiro de Maio e Sertaneja, no Norte do Paraná, receberam a doação de protetores faciais hospitalares para uso no enfrentamento da pandemia de Covid-19. Os equipamentos foram doados pelas empresas VCI SA, incorporadora do Residence Club at the Hard Rock Hotel Ilha do Sol, Paraná Trading Comércio & Exportação e Ultra Master Plug – UMP Equipamentos de Segurança, com apoio da Agência de Marketing Red Land. A entrega ocorreu na semana passada. Foram doados 150 protetores. Os equipamentos de proteção estão em falta no mercado e as cidades menores não conseguem adquirir os produtos em pequena quantidade. O engenheiro civil Mauro Lima, responsável pelas obras do Residence Club at the Hard Rock Hotel Ilha do Sol, entregou os protetores faciais à prefeita de Primeiro de Maio, Bruna Casanova (foto), e ao prefeito de Sertaneja, Jamison Donizete da Silva. 

Doações para Primeiro de Maio e Sertaneja
Divulgação
 



 

Apoio da Plaenge à comunidade  

A Plaenge doou uma impressora 3D aos alunos da Universidade Tecnológica Federal do Paraná – campus de Cornélio Procópio, para ajudá-los na produção de protetores faciais para profissionais da saúde. A capacidade de produção, que era aproximadamente 150 protetores por semana, subiu para 200 com a nova impressora. Os equipamentos estão sendo doados para a rede pública de saúde. O protetor facial serve como uma proteção adicional e aumenta a vida útil da máscara N95, permitindo seu uso por até 12 horas. Para a gerente de RH da Plaenge, Luciana Siqueira, poder contribuir com a comunidade nesse momento tão difícil que o mundo está passando com a pandemia do coronavírus é uma oportunidade de cuidar e ajudar as pessoas. Nas últimas semanas, a Plaenge realizou também em Londrina a doação de protetores faciais para o Pronto Atendimento da Unimed, para o Hospital do Câncer, máscaras para a prefeitura e apoiou financeiramente entidades que atendem pessoas em situação de rua. Em Maringá, a Plaenge doou recursos financeiros para a compra de respiradores e, em Cuiabá, doou máscaras faciais para o governo estadual do Mato Grosso. 



 



Reivindicações da agricultura

Doações para Primeiro de Maio e Sertaneja
Divulgação
 

O comerciante João da Silva e o gerente da Ceasa em Londrina, Paulo César Venturin, estiveram com o deputado estadual Tercilio Turini. Eles conversaram  sobre o andamento das obras, serviços e adequações na unidade da Central de Abastecimento. Os dois  agradeceram o apoio do deputado, que levou à Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado e à presidência da Ceasa as reivindicações de agricultores, comerciantes e demais pessoas envolvidas na comercialização de hortifrutigranjeiros. ”Foi um trabalho conjunto que resulta em ações importantes para o bom funcionamento da Ceasa em Londrina”, afirmou Tercilio Turini. 

 



Trabalho igual, mesmo salário 

Hoje, a partir da 19h30, via Plataforma Zoom, haverá debate sobre o tema “Equidade e humanização no mercado de trabalho”,  promovido pela BPW Londrina e pela Comissão da Mulher Advogada OAB. As palestrantes serão Vânia Queiroz, presidente da Ordem local, e Eliane Dutra, empresária do setor de semijoias. A apresentação do debate será da presidente da BPW, a contadora Terezinha Esquiante. 



 


Em família

Doações para Primeiro de Maio e Sertaneja
Divulgação
 

Na comemoração em família dos 84 anos de Jose Maury Monteiro, o aniversariante com a esposa Marly Egger Monteiro 

 

  

Live para o público agro 

 A agência Sicredi, de Sertanópolis, realizará hoje, a partir das 9h, para todo o público agro, a sua live, destinada aos que desejarem entender e tirar dúvidas sobre o mercado do agronegócio e investimento. Serão debatidos temas como captação de recursos, investimentos em produtos de cooperativa, poupança, linhas de crédito, e outros posicionamentos do Sicredi em relação ao mercado agro. 


Exportação

Doações para Primeiro de Maio e Sertaneja
Divulgação
 

João Fernando Zogheib, gerente da empresa Paraná Trading Comércio & Exportação, com sede em Londrina, será um dos debatedores do webinar "Acredito no meu produto, mas não sei exportar", promovido pela Associação Comercial de São Paulo. Com anos de um trabalho sólido na exportação, ele vai falar sobre este processo junto com Rita Campagnoli, presidente da Ceciex-Brasil, e Maurício Manfré, especialista em gestão e direito dos negócios internacionais. Será nesta quinta-feira (28), das 11h às 12h. 

 

Direito tributário

Doações para Primeiro de Maio e Sertaneja
Divulgação
 


O advogado Louriberto Gonçalves, da Gonçalves & Vieira Advocacia, que é especialista em direito tributário, tem obtido sucesso em algumas teses tributárias, buscando a defesa de empresários e pessoas físicas. Recentemente, conseguiu com que uma de suas teses fosse aceita, o que resultou em êxito na ação de um cliente de Londrina, envolvendo um valor alto perante o fisco, não cabendo mais recurso da decisão. Louriberto entende que agora com todas as dificuldades que parte do empresariado está passando, a assessoria jurídica na área tributária pode significar a sobrevivência ou a morte da empresa. 

 

 

 

*** 

 

O STF quer ouvir o deputado federal londrinense Felipe Barros, do PSL, no inquérito das fakes news.  

 

 

O brasileiro está se sentindo, sem perceber, um prisioneiro 

Não somente os acima de 60 anos, mas todas as pessoas estão se sentindo, sem perceber, como se prisioneiros fossem, impedidos e aconselhados por autoridades e conselheiros de saúde para ficar em casa, evitar sair para trabalhar, para ir a bancos (e se for só em horários restritos) e ir aos mercados apenas para comprar o essencial para o sustento de todos em uma residência. Em localidades da Lombardia, já que começaram a morrer os mais velhos, então que fiquem em casa. Mesmo que morem sozinhos, podem falecer de solidão, de tristeza, de abandono por familiares, mas fiquem em casa. Chegaram a ameaçar de prisão os acima de 60 anos.  

Cientistas falharam até agora, há afirmações de que há laboratórios procurando fazer vacina contra a Covid-19. Palpiteiros afirmam que não sabem quanto custará a futura vacina e se haverá para todos os 7 bilhões de habitantes do planeta.  

Agora voltem seus olhares para Manaus e o Amazonas em geral, que continuam sepultando seus mortos, vítimas do coronavírus ou não, em valas comuns, cobertos com terras lançadas por pás carregadeiras. Enterram as pessoas, com a roupa que estavam nos hospitais, sem chamar os familiares, sem dó e nem piedade, em duas horas, após o médico determinar: morreu, de Covid-19. O médico falou, tá falado.  

 


Quantos moradores de rua tem o Paraná 

 Secretarias da Prefeitura de Londrina e suas equipes socorrem moradores de rua, por causa do frio intenso. Pois deveriam cuidar deles sempre, no frio ou no calor. Ação social nessas pessoas, para saber quem são, de onde vieram, se daqui, se de outras cidades da região, de outros estados, se têm documentos, se têm famílias em algum lugar. Tentar ajudar a recuperá-los. Caso contrário, será sempre isso: um amontoado de seres humanos, desconhecidos, entregues à própria sorte. Penso que o prefeito Marcelo Belinati espera isso de alguns secretários e funcionários que cuidam desse setor: maior empenho para tentar tirar essas pessoas das ruas, deste triste espetáculo desumano. Uma cidade como a nossa, com várias instituições de ensino, pode sim solicitar apoio delas para receber ideias, sugestões, soluções e mesmo ajuda profissional a respeito. E gostaríamos de saber se o IBGE tem algum levantamento de quantos moradores de rua tem Londrina, tem Maringá, tem Curitiba, tem o Paraná todo! Se já houve pesquisa a respeito.    

   

***




O doutor Peter Piot, que sarou do coronavírus, contou que sentiu-se como se fosse atropelado por um ônibus, de tanta dor que sentia.  Disse que o mundo tem 5 milhões de infectados e que talvez em setembro tenhamos 400 milhões de vacinas para combater a Covid-19.  

Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito

Últimas notícias

Continue lendo