Doação para Londrina


A Adama, uma das principais empresas de proteção de cultivos do mundo, realizou esta semana  uma doação para a Prefeitura  de Londrina, um das cidades onde estão baseadas as operações  desta companhia. A empresa doou 300 macacões impermeáveis (item de proteção individual destinados às equipes médicas responsáveis por atendimentos em UTI e Samu), 50 óculos de proteção, 3.000 máscaras descartáveis e 1.500 máscaras de algodão. A prefeitura realizará a distribuição aos hospitais e entidades atendidos por meio da Secretária de Saúde. A  ação foi coordenada pelo Instituto Adama, que na última semana também doou 1.300 máscaras para as famílias das crianças e jovens atendidas pelo instituto. “Como empresa baseada no município, ficamos gratos em poder prestar suporte à comunidade da qual fazemos parte”, afirma Denise Caldeirão, coordenadora do Instituto. Na foto, Denise Caldeirão, coordenadora do Instituto Adama, Ricardo Barros, gerente jurídico da empresa e vice-presidente do Instituto Adama,  e Marcelo Belinati, prefeito de Londrina 


Doação para Londrina
Divulgação
 



 

Tour virtual 

A Yticon é reconhecida por estar sempre buscando as mais novas tecnologias disponíveis para atender o público. As vendas do seu mais recente lançamento em Londrina, o Hamptons Residence, seguem a todo vapor. As visitas presenciais ao showroom ocorrem com todas as recomendações de segurança para os clientes e colaboradores, mas uma opção que também tem agradado é o tour virtual 360° disponível no site da construtora, onde é possível visitar os apartamentos decorados e conhecer os detalhes dos empreendimentos com apenas um click. 



  

Live de Marcello Teodoro  

O cantor londrinense Marcello Teodoro realiza hoje, às 20h,  live  em prol do Hospital do Câncer de Londrina. O show virtual  solidário  tem  o apoio  da indústria  de sucos Prats. Muita música e animação no  #AquiButecoComMarcelloTeodoro. 

 




Investimento

Juliana Olivieri Refundini, colaboradora Uniprime e profissional com Certificação CFP,  faz um interessante  comentário sobre investimentos para a Coluna. Ela diz:  "A crise e oscilações em todos os mercados, investidores do mundo todo  assustados, sem entender muito bem o caminho que devem trilhar. Muitos nem sabem se o seu dinheiro está seguro. Por isso, quero chamar a sua atenção para a sigla P.E.R.D.E., um conjunto de letras que podemos interpretar como ações importantes de boas práticas em investimento . ‘P’  de projetar,  olhar seus investimentos no longo prazo, entendendo que foram assim investidos e que nesse momento, apesar de perdas ou menos lucros, vão alcançar seus objetivos no logo prazo. ‘E’ de entender quais são as reais perspectivas de seus investimentos, não avaliando somente rentabilidade passada, mas também potenciais de crescimento. ‘R’ de Reduzir, diminuir o risco de sua carteira, seja olhando as garantias que você tem no investimento escolhido, mas acima de tudo, diversificando. ‘D’ de Descobrir,  mais do que nunca  descubra seu perfil de investidor . ‘E’ de Eleger, olhar seus projetos para escolher o risco de investimento que melhor combina com você. O P.E.R.D.E. é um pequeno macete que ajudará você a se lembrar de alguns dos principais passos para investir",  destaca Juliana  

Doação para Londrina
Divulgação
 



Leve para sua mamãe

A Londrilife firmou parceria com a Casa Onishi e eles estão preparando uma bela cesta com produtos 100% saudáveis e de alta qualidade de frutas e legumes, no valor de R$ 200, que será sorteada entre as participantes que responderem onde é feito o ótimo atendimento hospitalar de acompanhantes para seus entes queridos, que, como se sabe, é pela equipe da Londrilife.  Qualquer dúvida, peça mais detalhes pelo telefone (43) 3304-8885. O sorteio da cesta para a mamãe será sábado, dia 9. Participe e ganhe 

  

Soprando velinhas 

Rosangêla Bressan está aniversariando nesse dia 7 e seu marido Geovani e toda a família comemoram a data, pois se trata “de uma pessoa muito amiga e querida por todos”. 

  

**  Mauricio De Agostini, que nasceu em Alvares Machado (onde também nasceu o saudoso médico psiquiatra Moacir Costa) e ainda Hércules Miranda, estão comemorando aniversários  hoje.      


** Paulo César Giustini e Ana Cristina festejando aniversário de casamento hoje.  


 

*** 

A Universidade John´s Hopkins, de Baltimore, EUA, revelou ontem que o Brasil deverá ter a velocidade de ataques do coronavírus aumentada. Esta praga, como se sabe, obrigou o Japão a adiar os Jogos Olímpicos que seriam em julho-agosto e deu um prejuízo de bilhões de dólares ao comitê olímpico japonês. 

 * Conheço Baltimore, que fica a uma hora de táxi de Washington, a capital dos Estados Unidos. Este colunista esteve em Baltimore, em 1982, e lá encontrei, em uma lanchonete McDonald´s  o cardiologista londrinense Waldmir Belinati, que estava participando de curso especial em sua área na John´s Hopkins.  Waldmir foi deputado federal por Londrina e hoje integra a equipe médica do Centro de Doenças do Coração. 

  

O famoso Piantella, onde Delfim tinha mesa cativa 

“Em 2005, o presidente Bush disse que todos precisamos nos antecipar, criando recursos para a saúde, pois vêm bem mais doenças pela frente.” Foi o que disse ontem o ex-ministro Antonio Delfim Neto, que afirmou: “Quanto mais pobre a pessoa, mais custo tem o tratamento da pandemia, pois a morte de uma pessoa não tem preço que pague. A tragédia disso é que ela acentua as desigualdades, pune muito mais as pessoas que nada tem.” 

 

 

O Piantella fechou as portas em Brasília  

=== O famoso restaurante Piantella fechou ontem as portas em Brasília. Venderam tudo, até as fotografias que estavam na parede, todas de gente famosa. O ministro Delfim Neto tinha uma mesa especial na casa. Era uma das mais disputadas. Quem conseguia queria almoçar ou jantar na mesa do ministro. Era o centro da fofoca em Brasília, onde iam todos, de todos os partidos, de gente da direita, da esquerda, do centro, do meio de campo e etc. No primeiro andar de cima, no Piantela, estava a mesa do doutor Ulisses Guimarães. Que ficava isolado lá em cima, com dois amigos no máximo. E as pessoas em baixo, querendo subir, mas eram impedidos. Existia o exercício da política, que precisa de educação, de tolerância, paciência, você precisa ouvir o argumento do outro, não pode impedir que os demais falem. Lá no Piantela, ninguém mandava alguém calar a boca. Se mandasse, levava um troco maior ainda. Cala a boca já morreu, como dizia uma ex-política. ++ Almocei no Piantela duas vezes. Uma com Paulo Carneiro Ribeiro,  ex-diretor do IBC e mais o jornalista Jota Oliveira,  e com Justino Araujo Vilela, o presidente da Associação Paranaense de Cafeicultores. Me lembro do prato solicitado para todos: massa italiana com filé,  pedido de Paulo Carneiro, de saudosa memória. ++ Em outra mesa, estava a atriz Sandra Bréa, que fazia sucesso na TV Globo e nas páginas do Pasquim. Paquerada e cercada de fotógrafos. 

 

  

  

A primeira candidatura 

Esta foto registra a visita, há anos,  do deputado federal Ciro Gomes, que veio a Londrina em companhia do saudoso deputado federal José Carlos Martinez, que foram recebidos no Iate Clube, pelo então comodoro Moacir Norberto Sgarioni, na foto com o político cearense. Ciro, sobre quem ninguém duvida de sua inteligência e facilidade para memorizar números governamentais, impressionou com quem falou,  conversou com vários londrinenses e respondeu a perguntas sobre sua pré-candidatura. E disse-nos, eu estava presente ao evento, que Moacir Sgarioni e o Iate os receberam muito bem. 

 

Doação para Londrina
Divulgação
 




Um milhão de despachos 

O Poder Judiciário na vida das pessoas paranaenses e de outros estados que aqui procuram Justiça: nesse curto período, com os problemas causados pelo novo coronavirus, mais de um milhão de despachos, decisões, sentenças e acórdãos foram realizados aqui no Estado. Centenas de milhares de vidas tocadas e de problemas resolvidos. “Parabéns aos magistrados do Paraná pela dedicação e pelo trabalho de excelência”. Foi o que comentou com esta Coluna o destacado juiz Geraldo Dutra de Andrade Neto, que é o presidente da Associação dos Magistados do Paraná, a dinâmica Amapar.    


Doação para Londrina
Divulgação
 




 

Máscaras para o Cense  

Nesta semana, o Ciranda do Bem, grupo de voluntários formado por colaboradores da Econorte,  doou  300 máscaras para o Cense (Centro de Socioeducação de Londrina), instituição que atende jovens infratores. Na foto, o diretor do Cense, Márcio Augusto Schimidt de Alencar, com os voluntários do Ciranda do Bem, Viviane Neves da Silva e Roberto Ferreira Lopes 

  

Doação para Londrina
Divulgação
 

  



Reforma tributária

Não é novidade que a reforma tributária   é fundamental para o Brasil,  diz o  advogado  londrinense André Cunha.  Segundo ele, um dos abusos  é  o CSLL (contribuição social por lucro líquido) e o  IRPJ (imposto de renda pessoa jurídica) serem cobrados juntos, sendo que tecnicamente  tem a mesma fonte, porém se distinguem em finalidade que na prática nunca é respeitada. Algo que poderia mudar.  André  Cunha  tem MBA  pela Fundação Getúlio Vargas.  

  

Doação para Londrina
Divulgação
 


  

Dia do Kung Fu

A folhinha marcou em abril último o Dia Internacional do Kung Fu, esporte asiático que já foi dos mais divulgados no planeta. Não sei como está a situação desse esporte aqui em Londrina e no Brasil.  Mas o kung fu apareceu com muito sucesso nas telas dos cinemas, em filmes nos anos 70, com David Carradine, que atendia pelo apelido de Gafanhoto.  *** Outro ator famoso do kung fu foi Bruce Lee, considerado o galã dessa arte marcial. Seu filme Dragão Chinês lotou os cinemas em Londrina, no Paraná e no Brasil. Ele morreu cedo, em 1973, quando filmava o Jogo da Morte, e levou um tiro verdadeiro, quando deveria ser de festim. Até hoje se pergunta: quem matou Bruce Lee? Ele vivia com uma bela atriz chamada Betty Ting Pei, que havia sido namorada de um forte banqueiro da China. Quem matou Bruce Lee, ou quem mandou matá-lo? Curioso: o filho dele, Brandon Lee, cresceu, passou a lutar, e também foi assassinado, quando filmava O Corvo. Isso em 1993. Também ninguém ficou sabendo quem  matou. Os chineses e seus mistérios!!! 

  

***


Administradas por mulheres, a Dinamarca e a Noruega estão se destacando no combate ao coronavírus.  Confiaram no pacto social que fizeram com suas populações e em recente pesquisa receberam quase total aprovações. 

  

***


O Canadá vai usar vacinas que utilizou para combater o Sars em 2003. Acha que vai conseguir sucesso contra o coronavírus. 

  

 

Milhões de necessitados de ajuda e de estudantes não têm computadores 

 De repente, com a chegada da tecnologia, ultramoderna, ao longo dos últimos anos, órgãos de governos, como secretarias e ministérios, e seus departamentos de cobranças de impostos, passaram a decidir tudo pelo mais fácil, claro: através dos computadores ou pelos celulares com aplicativos. Acontece que governantes e seus funcionários, como a Caixa Econômica, por exemplo, erraram se imaginaram que todos os brasileiros têm computadores e sabem como utilizá-los. Os que eram classe B passaram para a C, os que eram pobres hoje são paupérrimos, e os demais continuam pra lá de abandonos à sorte, aos Deus dará, nas calçadas da vida. Morrem de fome ou de bala perdida. Muitos brasileiros vão ficar sem receber os auxílios do governo federal, dos R$ 600,  e outro tanto que sabe como utilizar computadores ou celulares que já possuem vão receber ou já receberam, como vários  comentaram. E agora, o Ministério da Educação quer que os estudantes passem a fazer provas, como do Enem, usando a tecnologia, facilitando o trabalho de correção do pessoal do MEC. Não sabem seu ministro e assessores que milhões de estudantes não têm computador para estudar em casa, pois às vezes nem tem nem arroz  com feijão e ovo para fritar. As autoridades  brasileiras pensam que todos da população são como eles: recebem um bom dinheiro, mensalmente, e conseguem ficar up-date com a tecnologia. Este nosso país é mais pobre do que eles pensam, pois no final do mês, ou todo dia 25, a grana deles está no caixa.  Os que eram pobres estão nas ruas, pedindo ajuda, tentando vender balas, chicletes  na esquina, isto quando passam alguns carros . Esta “pandemia” não é só de origem chinesa, é também de outros países, como o nosso, cheio de riquezas, mas com a pobreza crescendo, sai governo e entra governo. PQP!   




Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito

Últimas notícias

Continue lendo