Um modelo, uma filosofia


Com a arrecadação de R$ 3,3 bilhões com o leilão dos aeroportos, quatro deles do Paraná, o governo federal se credencia com o modelo e a filosofia do processo, o que pode significar dificuldades crescentes para o ponto de vista da maioria dos paranaenses na questão do pedágio que se seguirá a essa comercialização de ativos. Os concessionários deverão fazer investimentos da ordem de R$ 6 bilhões nos 30 anos contratuais. 


Nos encontros com os paranaenses, o ministro Tarcísio de Freitas, da Infraestrutura, mostrou-se altamente convencido em torno do modelo, o que dá a entender que os contestantes terão dificuldade para a defesa do seu posicionamento. A razão está entre outras coisas no ágio superior a 3.800%, obtido no certame de ontem. Arregimentar é a palavra de ordem, ante fatores cumulativos que adotam os paranaenses relativamente a um padecimento que atinge duramente nossa economia, no qual a maioria teme um repeteco quanto à hipótese de prevalecer o entendimento da União e sofrermos o peso de uma decisão que contrasta com tudo que pretendemos.  


Quando foi instalado o sistema de integração parecia que a solução era boa, mas ficou demonstrado que não atingiu o que prometera e em lugar de solução legou um problema.

 

4 mil óbitos 

Superamos ontem na estatística mórbida da pandemia o registro de 4 mil óbitos. Tivemos 4,2 mil nacionalmente e de 500 apenas em Minas Gerais. O presidente Bolsonaro insistiu em negar entre nós a opção radical pelo "lockdown", apontada como indispensável pelos cientistas da Fiocruz e de outras instituições. O contraste das posições presidenciais é uma das mais fortes dificuldades nessa luta que coloca, internacionalmente, o Brasil muito mal, como se vê nos registros da imprensa mundial. O pior é que por exemplo nossas medidas de enfrentamento não se comparam com o programa de vacinações nos EUA, que detêm os números letais. E aqui as medidas de distanciamento se tornam indispensáveis com a falta de doses que quase seguidamente provocam a interrupção da imunização. Números são oscilantes, como os de ontem na capital, com 30 óbitos e 695 novos casos e os ativos abaixo de 10 mil. 


Interdição  

Depois de várias interdições e multas, a justiça em decisão liminar fechou a mineradora que com suas atividades explorando cavas acabava contaminando a água e comprometendo o produto da estação de tratamento do Iraí, que várias vezes se viu impelida a suspender suas atividades. 


Colapso 

A Federação dos Hospitais está anunciando um outro tipo de colapso: o financeiro, que atinge a maioria das organizações. De notícia negativa estamos fartos, como a de que levantamentos sobre segurança alimentar apontam que mais de um terço da nossa população passa fome. De outro lado, o Fundo Monetário Internacional prevê para o mundo 6% no PIB e 3,7% no Brasil. 


Folclore 

Ratinho falou em vacinação de domingo a domingo e agora no corujão das imunizações à noite. O problema é a falta de doses, posto que a Fiocruz preveja a entrega de 18,4 milhões de doses até maio. 

Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito

Últimas notícias

Continue lendo