Retomada de rumo


Durante muito tempo o planejamento deixou de ser instrumento do governo, e tanto que a função passou a ser exercida no plano privado por entidades de classe que assumiram essa responsabilidade: a de pensar o Paraná a longo prazo. A estrutura resistente que permaneceu foi o Ipardes, fruto da melhor época de prever e prover. A criação nessa semana do Conselho Empresarial e de Infraestrutura pelo governador Ratinho Junior restabelece a mística do planejamento que na história paranaense ganhou seu momento de deslanche na gestão de Ney Braga e que criou um padrão de intervenções que mudaram a economia e a história. Quem trouxe à época a novidade foi o general Alípio Aires de Carvalho, que atuou no governo estadual e também no de Curitiba, especialmente na área do transporte coletivo. O melhor intérprete foi Belmiro Valverde Castor Jobim, que na gestão José Richa exerceu o posto secretarial e desenvolveu as ideias-força como a da tecnologia apropriada e do mais amplo debate no setor público e privado sobre a intervenção democrática e participativa que passou a marcar um estilo de governo. 


Descaminhos 

Um teste para nossa capacidade de planejar e coordenar é justamente a tragédia do momento em que vivemos com a pandemia. Tínhamos perdido o hábito do pensar o governo e tanto que o poder público se transformou em leigo nesse tipo de agir: a área de planejamento que se estruturava em todas as dependências públicas dava respostas possíveis aos problemas. Havia uma rotina que facilitaria a mediação num caso como o do vírus, como havia por exemplo com o ocorrido com o fim da cafeicultura, depois da geada negra de 1975, e o lançamento dos novos fundamentos da economia e de suas bases industriais. Nosso desempenho não é bom, com 317 cidades sob calamidade, a ocupação de 95% das UTIs e Ministério Público pedindo o lockdown ante a celeridade de 2.263 casos novos e 46 mortes. Segundo o IBGE, fecharam 522 mil empresas, um terço dos negócios demitiu e apenas 13% tiveram acesso ao auxílio federal para pagar empregados. Na realidade recursos federais chegaram a 1% das empresas. Um quadro que tem tudo para levar a um conselho de crise, QG e Estado Maior para resposta a um caso claríssimo de guerra. 




Sul e Centro-Oeste, menos agredidas de início e pioneiras em flexibilização, apresentam aceleração em todos os estados. Ultrapassamos os 2 milhões de infectados e quase 77 mil mortes; só na quinta-feira houve 43.829 novas infecções. 


Público e laico 

Milton Ribeiro, pastor presbiteriano e novo ministro de Educação, ao assumir falou em seu compromisso com o ensino público laico. A questão é alvo de confusão, conquanto óbvia. 




Folclore 

Lava Jato pelo jeito vem aí : o ex-governador Geraldo Alckmin, delatado por ex-executivos da Odebrecht por atos de corrupção e lavagem de dinheiro tal, como se deu com seu antecessor no governo paulista, José Serra. Isso se dá no momento da maior campanha de degradação da Lava Jato e outro dia sobrou para o Paulinho da Força. 

Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito

Últimas notícias

Continue lendo