|
  • Bitcoin 122.217
  • Dólar 5,1115
  • Euro 5,2175
Londrina

Luiz Geraldo Mazza

m de leitura Atualizado em 21/05/2022, 03:16

Palanques oscilantes

PUBLICAÇÃO
sábado, 21 de maio de 2022

Luiz Geraldo Mazza
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

No Paraná, o palanque oferecido a Lula é frágil: Requião aparece na pesquisa IRG com 23,9% e na qual Ratinho, que favorece Bolsonaro, ganha no primeiro turno. Há a compensação do Kalil em Minas favorecendo o petista (ele passa de 30% para 43% quando acoplado ao ex-presidente), como em São Paulo o ex-ministro Tarcísio de Freitas pula de 14% para 28%, quando ligado a Bolsonaro. Isso se dá nos grandes colégios eleitorais, acirrando a disputa e consolidando a polarização. Frágil a terceira via que alteraria pouco o quadro. Na Bahia ACM Neto tem 67%, mas perde 20% com Lula ou Bolsonaro. Na sondagem do Ipespe, Lula faz 44%, Bolsonaro 32%, Ciro Gomes 8%. Impressiona o ativismo diário do capitão, na sexta (20) com o bilionário Musk em reunião que pode favorecê-lo na batalha das redes e até na questão amazônica. 

Front 

A Fiocruz alerta para a estagnação vacinal num momento em que cresce um pouco a casuística. A média de 100 óbitos tem aumentado discretamente e entre quarta e quinta tivemos 115 mortos e 10.023 infecções em 24 horas, no Paraná 12 óbitos e 3.562 infecções, Curitiba uma morte, 1.707 infecções e 10.023 casos ativos. De um modo geral no Paraná tivemos até agora 2,5 milhões de casos com 43 mil mortos, no Brasil 665.491 mortes e 30,7 milhões de casos.  

Virada 

No Porto de Paranaguá a Receita Federal apreende boa carga de cocaína, desta vez na chegada e não na saída em contêineres, como sempre ocorre.

Greve 

Bolsonaro adiou a decisão sobre reajuste dos barnabés federais, mas a polícia prisional fez forte manifestação na Esplanada dos Ministérios. Aqui na capital segue, desde o dia 6, a greve na montadora Renault. 

Desagrado 

O governo estadual vinha aplicando em obras públicas a indenização milionária que a Petrobras pagou por haver produzido acidente ecológico. Houve questionamento sobre o fato de esses empreendimentos não visarem a reparação ambiental e agora o TRF4 suspendeu esses aportes com origem na poluição gigantesca do rio Iguaçu. 

Bafômetro 

Maioria dos ministros do STF manteve multa para motoristas que recusarem o bafômetro e sustentaram o veto à venda de bebidas alcoólicas nas rodovias federais. O enrijecimento se deve a estatísticas: mais de 40% dos acidentes se devem ao fato de os motoristas estarem alcoolizados. 

Pegou 

Única saída na fase mais aguda da pandemia, o sistema delivery responde ainda hoje por 39% pela fatura dos restaurantes, agora, é claro, em função das baixas temperaturas.

Confusão 

Persiste a confusão e sobretudo a ambiguidade da manifestação do vereador Renato Freitas (PT) na igreja do Rosário, tida historicamente como o templo dos pretos que a construíram. Freitas já foi defendido pela própria Arquidiocese e agora uma liminar suspende o processo de cassação. Há igrejas que conotam questões étnicas como as de poloneses e ucranianos ou ligadas à negritude, como a de São Benedito  de Paranaguá. 

Aparência 

O aperto de mão do presidente Bolsonaro ao ministro Alexandre de Moraes não oculta a guerra entre os dois e foi expressiva a manifestação pelas palmas ao ministro em solenidade no Judiciário. A batalha continuou com novas cargas do presidente contra as urnas eletrônicas e prevendo perturbação nas eleições. Por sinal que o clima está radicalizado com boa parte do empresariado brasileiro atacando o Judiciário pela soltura de Lula e haver dado andamento à questão das fake news. E a multa do deputado Daniel Silveira., aplicada por Moraes pelo não uso da tornozeleira eletrônica, já chega a R$ 645 mil. Está tudo muito parecido com o tempo da guerra fria, aquele que descambou em 1964. 

Folclore 

Dei um depoimento sobre os 50 anos do calçadão de Curitiba e fiz questão de lembrar que um artigo que publiquei nesta Folha defendendo a intervenção urbanística foi reproduzido na primeira página de todos os jornais da capital como peça institucional.

Receba nossas notícias direto no seu celular! Envie também suas fotos para a seção 'A cidade fala'. Adicione o WhatsApp da FOLHA por meio do número (43) 99869-0068 ou pelo link wa.me/message/6WMTNSJARGMLL1.