Notas da Covid


Segundo o Ministério Público (Data Covid-19), dos 399 municípios somente 50 têm nota satisfatória na transparência de gastos com a pandemia. Alcança 12,5% das cidades paranaenses. Londrina, no ano passado tida como a mais transparente do Paraná, agora com 77,5 é parcialmente satisfatória, e da sua região metropolitana estão mal Jataizinho e Uraí (35 pontos), Florestópolis (38) e Pitangueiras (com 30). Arapongas, com nota máxima 100, e Bandeirantes, 90,5, foram os destaques máximos na macrorregião norte .  


Na semana houve o maior número de confirmações de infectados, com 2.540 (recorde anterior foi de 2.380 casos em 4 de julho) e acumula 72.695 casos e 1.839 mortes. O Brasil chegou a 2.610.102 e 91.263 óbitos.



 

A crise do coronavírus gerou rombo recorde nas contas nacionais de R$ 417 bilhões no primeiro semestre, pior registro da série histórica de 23 anos. 


Maia resiste 

Rodrigo Maia, presidente da Câmara Federal, acusou a brutal pressão para desfazer o teto de gastos no país, descartando votar qualquer flexibilização da regra até 1º de fevereiro, quando encerra seu mandato. Tem mantido posição de forte resistência à CPMF ou qualquer simulacro nessa direção. Mas a aliança está cada vez mais convencida do tributo que nada tem de novo. 


Alckmin réu 

Enquanto a intervenção de Dias Toffoli, presidente do STF, protegia o senador José Serra, o ex-governador Geraldo Alckmin se tornava réu sob acusação de receber caixa 2. Havia uma resistência forte no enquadramento dos tucanos de São Paulo, apesar das evidências de anomalias no rodoanel e mormente depois da prisão do operador Paulo Preto. 


MP cindido 

O Ministério Público está rachado depois das declarações agressivas de Augusto Aras contra a Lava Jato. Uma das intenções dele é dividir a força-tarefa no Paraná em quatro, reduzindo o campo de ação de Deltan Dallagnol, que além de tudo responde por denúncias no Conselho Nacional do MP. No Paraná, há mobilização em defesa da Lava Jato e do movimento que a capital viveu como "república" de Curitiba.  


Bloqueio 

O ministro Alexandre de Moraes, do STF, ordenou bloqueio internacional de perfis bolsonaristas, após suspensão das contas no Brasil. O Twitter considerou a decisão desproporcional e vai recorrer. 




Folclore 

Moacir Tosin, presidente da Câmara Municipal de Curitiba, presidia sessão chave e não podia sair do posto e como queria fazer xixi valeu-se de um vaso para livrar-se da situação constrangedora. Uma sutileza enfim para o vereador Jacaré.  

Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito

Últimas notícias

Continue lendo