|
  • Bitcoin 120.255
  • Dólar 5,1649
  • Euro 5,2600
Londrina

Luiz Geraldo Mazza

m de leitura Atualizado em 23/06/2022, 03:01

Mais fogo na gasolina

Decidiram alguns governadores levar ao Judiciário a questão dos cortes resultantes da mexida no ICMS

PUBLICAÇÃO
quinta-feira, 23 de junho de 2022

Luiz Geraldo Mazza
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

Decidiram alguns governadores levar ao Judiciário a questão dos cortes resultantes da mexida no ICMS. Numa hora apropriada a bombeiros, convoca-se a turma de incendiários. E isso se dá num momento em que há a prisão de Milton Ribeiro, ex-ministro de Educação, pelas sequelas de seu convívio com os pastores na gestão da educação. Há uma saturação de crises e não se enxerga um fio de luz no fim do túnel. Soluções tortuosas como a de elevar vale-gás e dar subsídio a caminhoneiro pintam no pedaço, expressão do pré-caos. 

Mais alta 

A Agência Nacional de Energia Elétrica, Aneel, autoriza um novo aumento de 1,5% na Copel. É como agulha de vacina: ameaça, mas não há dor. 

Rotina 

Para não quebrar a rotina, pinta no Brasil o nono caso da varíola dos macacos. O primeiro que a sofreu já deixou o hospital em São Paulo. 

Cassação 

Sugere-se por parte do público a existência de racismo no processo de cassação do vereador petista Renato Freitas. A Cúria, possível interessada no caso da invasão da igreja, defendeu o vereador, mas apesar de tudo o processo andou. 

Emprego 

O Paraná, graças à vitalidade de sua economia, e ao equilíbrio dos seus segmentos, figura em quarto lugar de melhor saldo de empregos formais e com carteira assinada. Por sinal que o mercado, com o alívio externo, tivemos a queda do dólar em R$ 5,15 e queda discreta na Bolsa. 

Locações 

Um sinal positivo em Curitiba é o das locações de imóveis, que se aproximam dos patamares da pré-pandemia. A recuperação se dará pelo consumo e aí a hidra da inflação atrapalha pela evidência dos preços altos e das dívidas das famílias. 

Front

Entre segunda e terça houve 219 mortes pela Covid e 68.102 infecções em 24 horas. Essa desproporção entre óbitos e casos aconselha a retomada de cuidados com as medidas profiláticas. Alguns estados restabeleceram o emprego das máscaras. Em São Paulo uma nova ao deixar de suspender aulas por casos de contágio.

LEIA TAMBÉM:

Descuido fatal
Evasão escolar

Assassinato na Amazônia 

Repercutiu fortemente na área dos direitos humanos da ONU o assassinato do indigenista e do jornalista inglês com relatos sobre a disfunção da Funai em que o seu presidente, Marcelo Augusto Xavier da Silva, comanda pedidos de investigação contra indígenas e ambientalistas.

Aborto 

O caso de Santa Catarina, cujo direito legal ao aborto de uma menina de 11 anos foi negado, não apenas pela juíza Joana Ribeiro Zimmer, mas por  promotores e hospital, suscitou avaliação geral mostrando que no ano passado 17 mil meninas de até 14 anos foram mães e tiveram negado o direito à intervenção.    

Alerta 

Sobre a questão da política de preços o ministro de Minas e Energia, Adolfo Sachsida, argumentou que a matéria é decisão da empresa e dos marcos legais que impedem intervenções do governo na gestão da estatal, mesmo sendo o acionista majoritário. 

Ameaça 

O isolamento de Kaliningrado que embarga o transporte ferroviário de bens russos pela Lituânia levou a Rússia a prometer retaliação e acusa a União Europeia de aumentar a escalada do conflito.      

Estresse 

Estrasse ou fadiga do material é constante na atividade política e foi isso em parte por causa da Lava Jato que tivemos Bolsonaro beneficiado pelo antilulismo que desagregou a esquerda e fez crescer o centro e a direita. A polarização até aqui entre Lula e Bolsonaro pode ser atingida pelo mesmo fenômeno do tal cansaço do material sem que apareça uma possível terceira via. Novidade no processo é a senadora Simone Tebet dependendo do grau de intervenção e criação de fatos políticos, tal como os demonstrados na CPI da Covid. Não é fácil, mas pode embaralhar o processo eleitoral. 

Receba nossas notícias direto no seu celular! Envie também suas fotos para a seção 'A cidade fala'. Adicione o WhatsApp da FOLHA por meio do número (43) 99869-0068 ou pelo link wa.me/message/6WMTNSJARGMLL1