Incômodo institucional


A atmosfera que vivíamos durante a fase normal da Lava Jato gerava uma suspeita geral contra a classe política porque todos que ficavam sob seu foco se davam mal quando à honestidade. Obviamente não era bom e dizia-se, em defesa dos acusados, que a operação criminalizava a política. O fato é que tanto os destaques como os apagados sofriam a suspeita centrada em fatos decorrentes das delações premiadas. Se a CPI de hoje fosse montada à época, Renan Calheiros teria dificuldades, pelos processos acumulados, para ter o atual protagonismo e assim também com outros tantos. Uma espada de Dâmocles pendia sobre a cabeça da classe política, que pela vez primeira na vida era submetida a investigações consequentes. 


Degradada com a passagem do tempo e algumas deformações do fundamentalismo, a sua queda operou como uma anistia geral e irrestrita. A notícia de ontem de que havia denúncia contra 11 pessoas por prejuízos na Petrobras na retomada do fluxo judicial pela discrição dá a dimensão da queda. O liberou geral não é bom, mas a suspeita permanente também não é. O incômodo acabou, os que tinham contas a acertar agem como inocentados.


Mobilização 

O pacto das entidades da sociedade civil e de órgãos públicos de Londrina é no meio do drama em que vivemos um ato de lucidez porque busca a arregimentação de governo e sociedade em cima de projetos para a retomada da economia da cidade. Londrina é fruto disso desde o seu surgimento nos tempos pioneiros. Já existem inclusive cinco projetos estruturantes para essa arrancada. Nessa convocação, como sempre, está o jornal da cidade. Essa postura é uma das respostas possíveis à pesquisa que registra a queda da confiança das empresas em abril, um solavanco na inércia. 


Cronologia afetada 

Hoje deveria ser ouvido na CPI da Covid o general Eduardo Pazuello, mas tal depoimento foi adiado por 15 dias. A CPI começou bem até agora com a fala do primeiro dos ex-ministros, Luiz Henrique Mandetta. O sitiacionismo mostrou que está vivo e uma das sacadas de Flavio Bolsonaro emplacou ao criticar o fato de não haver mulheres na CPI e várias delas lá estiveram para dar força à insinuação discriminatória. O adiamento da convocação de Pazuello esvazia o maior objetivo da oposição para a semana. Mandetta é um exímio comunicador e com pleno domínio da área e há quem cogite do seu nome para presidente e isso fez de sua ida à CPI um risco. Evitar que ela vire um BBB político é necessário. 


Pedalando 

Gustavo Fruet, engajadíssimo no ciclismo, apresentou projeto para que 5% da arrecadação com multas seja em favor da mobilidade não motorizada. Por sinal que nem a pandemia reduziu o número de acidentes: em Curitiba há um a cada 13 minutos. Pedalada de Fruet é virtuosa. 


Folclore

O Brasil é tido pelos mais rigorosos como um país de cultura ágrafa que melhora em função das novidades digitais. Discute-se nos institucionais da "Folha de S.Paulo" e de "O Globo" qual o maior do país. Certa vez Lula matou a charada ao dizer que o Jornal Nacional, esse sim tem cobertura total, e é absorvido no país inteiro.    

Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito

Últimas notícias

Continue lendo