|
  • Bitcoin 121.204
  • Dólar 5,0910
  • Euro 5,2422
Londrina

Luiz Geraldo Mazza

m de leitura Atualizado em 02/08/2022, 03:06

Crise vacinal

Está havendo desleixo em função da prioridade atribuída à Covid

PUBLICAÇÃO
terça-feira, 02 de agosto de 2022

Luiz Geraldo Mazza
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

Santa Catarina levantou a bola – o ciclo vacinal está fora do campo das crianças - e o problema, como se verificou, é nacional. A BCG, anti-tuberculose, é uma das faltantes, como também a da pólio. Está havendo desleixo em função da prioridade atribuída à Covid. 

Xô, lixoxô   

Ratinho Junior promete ir à judicialização contra a derrubada do veto à lei que importa lixo. Também a oposição entrará com Ação Direta de Inconstitucionalidade na justiça. Há um grupo forte na Casa contra as cautelas ambientais que já tentou agredir o bioma dos Campos Gerais e abrir à exploração agropastoril áreas protegidas. 

Alvaro presidente? 

O senador Alvaro Dias percebeu que dessa feita a competição será braba. Além de Sergio Moro já emplacaram Paulo  Martins, apoiado pelo presidente e pelo governador, e Orlando Pessuti. Possível que Alvaro dispute a presidência de novo pelo Podemos.    

Matou mais 

Até agora a Covid já matou mais crianças que outras 14 doenças em dez anos. Junho é o segundo maior por mortes (Covid) em 2022. Entre domingo e segunda no Paraná tivemos 517 casos e 7 óbitos da pandemia. O ministro Queiroga, da Saúde, cogita de um antiviral para conter a varíola dos macacos. São Paulo é o epicentro da moléstia, tendo superado mil casos.

Manicomialismo 

Há décadas são comuns as campanhas antimanicomiais para a psiquiatria. E a despeito da força dos argumentos e da desumanidade exposta, ainda persiste no Brasil o predomínio da internação em hospitais psiquiátricos, penitenciárias ou comunidades. Leitos em hospitais caíram à metade nos últimos anos, que já chegou a  35 mil. Hoje há 15.124, dos quais 13.240 em hospitais psiquiátricos  e 1.884 em hospitais gerais. Bolsonaro multiplicou investimentos em comunidades terapêuticas . 

Raça, a definição 

Desde o primeiro Censo, de 1872, contabilizando a população escrava inclusive, há pergunta sobre a raça. Dos 9.930.478, 8.419.672 eram livres e 1.510.806 escravizados. A das raças era em quatro categorias, hoje cinco: branca, preta, parda, amarela e indígena. 

LEIA TAMBÉM:

Sem novidade
Todos democratas

Pesquisa 

Uma importante sondagem do Datafolha acaba de mostrar que 54% dos ouvidos sofreram situações de constrangimento por discutir política. Isso já havia sido detectado no final do primeiro turno da eleição passada, com efeitos nas relações pessoais e comunitárias. 49% dos eleitores deixaram de discutir política com amigos e parentes para evitar confrontos. Dá para ter uma noção do traço agressivo que marca o comportamento das pessoas. O episódio de Foz do Iguaçu dá uma ideia do grau de exasperação a que chegam os indivíduos. Os prudentes fazem bem cortando o tema dos seus embates. Polarização, como a em curso, tende a criar esse clima de paranoia.   

Bivar fora 

Luciano Bivar desistiu de disputar a presidência. Era visível sua intenção de fechar com Lula, o que foi contestado pela fração do União Brasil do antigo DEM. Pode ser que saia uma aliança com o Podemos de Alvaro Dias, que anda de novo sonhando com a presidência. Lula diz que se Ciro Gomes deixar de concorrer ele leva no primeiro turno. 

Pandemia 

Nova conjuntura econômica acabou derrubando setores que cresceram na pandemia. Entre esses setores os eletrônicos, produtos de linha branca, televisores e equipamentos de áudio. Isolamento social projetou produtos que agora recuam com a mudança de hábitos e a inflação. 

Petrobras 

Dividendos elevados - a acionistas e dentre eles o governo - são alvo de crítica à Petrobras, que reduziu investimentos e aparenta conceder prioridade para remunerar acionistas. Festejando o lucro de R$ 54,3 bi no segundo semestre, a direção da estatal defendeu que a distribuição de R$ 87,8 bi em dividendos não prejudica a saúde financeira da empresa. 

A opinião do colunista não reflete, necessariamente, a da FOLHA

Receba nossas notícias direto no seu celular! Envie também suas fotos para a seção 'A cidade fala'. Adicione o WhatsApp da FOLHA por meio do número (43) 99869-0068 ou pelo link wa.me/message/6WMTNSJARGMLL1.