|
  • Bitcoin 111.442
  • Dólar 5,2423
  • Euro 5,5322
Londrina

Luiz Geraldo Mazza

m de leitura Atualizado em 03/06/2022, 19:47

Confronto renovado

Suspensão de decisões do TSE por Nunes Marques, uma delas beneficiando Francischini, é a mais aguda das questões entre governo e STF

PUBLICAÇÃO
sábado, 04 de junho de 2022

Luiz Geraldo Mazza
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

A suspensão de decisões do TSE pelo ministro Nunes Marques, uma delas beneficiando o deputado Fernando Francischini, do Paraná, é a mais aguda das questões já havidas entre o STF e o governo. O presidente renovou com acidez as suas críticas ao Judiciário, que decidiu não respondê-las. Sabe-se que é minoria, mas o ministro levantou tese jurídica, a de que não havia lei prevendo a cassação dos bolsonaristas. E essa questão, a da anterioridade legal, das mais relevantes, a de que não há crime sem lei anterior que o defina e nem pena sem prévia cominação legal. Essa norma não é driblável, o que não impede de haver previsão no sentido de respeitar a decisão originária do TSE. 

Altos e baixos 

Momento mais agudo na carreira de Francischini foi, quando secretário de Segurança de Beto Richa, comandou a operação repressiva no Centro Cívico com mais de 200 feridos. Testou em seguida sua popularidade e teve talvez a maior votação de deputado estadual no Brasil, o que soou como uma absolvição. 

Pesquisa 

O Ipespe dá resultados em pesquisas bem diferente dos do Datafolha: Lula 45%, Bolsonaro 34%, Ciro Gomes 9%. Tocado por consultor político dos mais influentes do Brasil, vale-se de metodologia diferenciada no ajuste dos extratos sociais. 

Máscaras na moda 

O novo surto de Covid 19 está levando governos a adotarem de novo o recurso da máscara e a retomada de vacinação. Entre quarta e quinta houve 130 óbitos e 41.714 infecções em 24 horas, Curitiba com 1.601 casos. UTIs de 14 hospitais curitibanos lotadas e governo promete abrir leitos no Paraná. Uma sondagem Datafolha mostrou que 98% da população querem vacina gratuita para todos. A questão foi colocada em função do caso da AstraZeneca nas clínicas privadas. Uma das normas em uso é a autorização da quarta dose para pessoas com mais de 50 anos.  

Indústria 

O PIB de 1% no primeiro trimestre, centrado no setor de serviços, mostrou melhora no setor industrial com 0,1%. Por sinal que há relativo otimismo no setor industrial entre dirigentes paranaenses. 

Violência 

Um registro impressionante no Paraná: a cada 34 minutos há atos de violência contra crianças e adolescentes. É um fato que deveria ser lembrado e enfrentado diariamente. 

LEIA TAMBÉM:

Palanques oscilantes
Inferno astral

Rotina  

Com a confusão estabelecida em São Paulo na rotatividade de cracódromos fixou-se uma rotina: quebra-quebra à noite e ação policial de dia

Alegorias 

A Comissão de Seguridade Social e Família da Câmara Federal decidiu fazer uma audiência pública para debater a versão da Barbie trans e apurar suas implicações psicossociais em crianças. 

Promessa 

No dia em que o governador do Rio de Janeiro prometeu ao STF medidas para conter a letalidade nas operações policiais um tiroteio provocou o acidente de uma bala na cabeça de menina de quatro anos que está em estado grave no hospital. 

Direcionamento 

Como faz com outros bens, como maquinário, o governo federal direciona uma em cada cinco ambulâncias para o Piauí, reduto do ministro-chefe da Casa Civil, Ciro Nogueira.

Moro 

Um dos pontos altos da entrevista de Ratinho Junior à Folha de S.Paulo e UOL foi sua defesa de Sergio Moro e da Lava Jato por expor "as vísceras da corrupção no Brasil." 

Folclore

O melhor momento de Requião foi em 1985, quando enfrentou e venceu Lerner com surpreendente humildade conduzido por José Richa e tantos outros políticos como Mauricio Fruet, Aníbal Curi, Alvaro Dias. Uma esperança dos petistas é que ele volte a esse estilo na campanha de Lula e na dele. 

Receba nossas notícias direto no seu celular! Envie também suas fotos para a seção 'A cidade fala'. Adicione o WhatsApp da FOLHA por meio do número (43) 99869-0068 ou pelo link wa.me/message/6WMTNSJARGMLL1.