Barragens e arborização


Esquece-se, por método, do óbvio: barragens e, por extensão, toda bacia hidrográfica precisam manter a floresta. Essa carência seria uma das causas do problema atual com a crise hídrica. Pois uma das maiores hidrelétricas do mundo, a binacional de Itaipu, celebrou recentemente o fato de ter plantado 24 milhões de árvores em seus corredores ecológicos. De um modo geral tanto os reservatórios para a produção de energia como para o suprimento de água se apresentam precários nesse aspecto, o que demandaria uma ação geral no sentido de recuperar o verde. Uma visão totalizante do problema se teria avaliando o que ocorre no bioma do cerrado e que é origem de bacias como a do Paraná e a do São Francisco. A continuarem os abusos com desmatamento e incêndios não chegaremos à cobertura vegetal adequada.  


Muita vacina  

O ministro Marcelo Queiroga, da Saúde, voltou a mexer com conceitos ao frisar que há excesso de vacinas e que inexiste problema de sua distribuição quando a antecipação da segunda dose está brecada em seis estados. Quanto à imunização de adolescentes, gerou ainda mais confusão no país onde também há descompasso quanto ao calendário da dose adicional. O Brasil registrou 800 mortes e 14.780 casos, Paraná 60 mortos e 2.038 casos, Curitiba 383 casos e 17 óbitos. No Paraná cai 62% em três meses o número de pacientes internados. O fato de haver mais vacinados entre internados não significa falha da imunização e a tendência é de a população imunizada crescer, todavia em proporção cada vez menor.  


Quarentena 

Como se já não bastasse a quarentena a que fomos obrigados com a pandemia, ela é agora impositiva para juízes e policiais ante o novo Código Eleitoral. Mas traz coisas discutíveis como a questão, volta  e meia colocada, como a proibição das pesquisas. O direito à informação é desprezado.  


Teto 

Antes de tudo, a questão do teto de gastos é uma questão de tato e a área jurídica está em aberto conflito com Paulo Guedes ao ver o precatório como quebra do regramento. É que enquanto o time da economia trabalha para limitar esse pagamento, ganhou força no governo uma corrente para quitar os débitos e retirar essa despesa da contabilização da regra do teto.  


Conflito  

Tanto o presidente do Senado como o STF e também a própria Procuradoria da República fulminaram a Medida Provisória que abonava as fake news, pois agora a intenção de Bolsonaro, como fez no caso do voto impresso, mandar projeto com mesmo escopo ao parlamento. Essa reincidência, que aparenta absurdo, aquece fortemente a militância digital, alimentando-a ao exercício da pressão.    


Mais queda  

A cada instante um fato novo contra a Lava Jato, que deu esperanças de acabar com a impunidade e a corrupção no Brasil, e agora mais duas ações contra Lula são suspensas em caráter liminar relacionadas ambas a supostas doações da Odebrecht ao Instituto Lula e à aquisição de um apartamento. Quem o determinou foi o ministro Ricardo Lewandowski. Esse tipo de revisionismo sustenta o ecoambiente da política e as cenas da CPI da Covid dão bem uma ideia do relaxo dominante em nossas práticas político-administrativas.  


Folclore  

A fusão do DEM-PSL em andamento - unindo caciques e viúvas de Bolsonaro - seria a maior bancada da Câmara e com acesso a um fundo eleitoral de ao menos R$ 320 milhões em 2022. A questão está bem encaminhada, mas enfrenta entraves na formação dos palanques regionais e definição de comandos dos diretórios locais. Executivas nacionais discutem a fusão na terça feira. Tudo hoje lembra, como se observa, o centrão.   

Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito

Últimas notícias

Continue lendo