|
  • Bitcoin 125.123
  • Dólar 5,0741
  • Euro 5,2058
Londrina

Geral

m de leitura Atualizado em 01/03/2022, 12:48

Esporte e cooperação em prol da inovação

Será que é possível o Brasil também ser bem-sucedido na inovação, assim como é no esporte? Talvez unir os dois?

PUBLICAÇÃO
segunda-feira, 28 de fevereiro de 2022

Lucas V. de Araujo
AUTOR autor do artigo

Foto: Divulgação
menu flutuante

O Brasil é um país que gosta de esporte. Alguns brasileiros se tornaram os melhores do mundo em diversas modalidades. Sem contar que somos vistos no estrangeiro como o país do futebol.

No campo da inovação o Brasil ainda é um principiante. Estamos na posição 57 de um total de 132 países. Nunca estivemos entre os primeiros e dificilmente o seremos em um curto espaço de tempo.

Será que é possível o Brasil também ser bem-sucedido na inovação, assim como é no esporte? Talvez unir os dois?

A resposta é sim! Acreditando nisso a Cresol lançou a campanha “Drible” que reúne quatro atletas de alto rendimento: Leozinho (ala da Seleção Brasileira de Futsal), Camila Soares (zagueira/volante da Seleção Brasileira de Futebol), Franciane Richter (jogadora de vôlei) e Anderson Ferreira (jogador da Seleção Brasileira de Basquete em cadeira de rodas), além de outros esportistas como elenco de apoio.

A proposta central da campanha é ressaltar que todos nós também podemos driblar os problemas do dia a dia e vencermos as adversidades, assim como os atletas o fazem em quadra ou em campo. Para atingir esses propósitos, os atletas se preparam bem e tomam decisões acertadas, da mesma forma que uma trabalhadora ou um trabalhador acerta quando decide corretamente onde vai aplicar seus recursos. Da mesma maneira que nos esportes coletivos o trabalho em parceria é essencial para atingir os resultados, cooperativas de crédito como a Cresol também baseiam-se nesse ambiente de cooperação e colaboração para alcançar bons resultados a todos.

Imagem ilustrativa da imagem Esporte e cooperação em prol da inovação Imagem ilustrativa da imagem Esporte e cooperação em prol da inovação
|  Foto: Divulgação
 

A colaboração e a cooperação são a base também para as melhores inovações, seja no esporte, seja em outros setores. A partir de um trabalho em equipe e baseado na cooperação mútua é possível vencer não só os adversários no mundo esportivo, como os desafios cotidianos pelos quais todos nós passamos.

No que diz respeito às cooperativas de Crédito, as parcerias também são cruciais, não só porque são a base do sistema cooperativista, como também porque é a união de forças em comum que possibilita os melhores resultados.

Nesse sentido, é muito bem-vinda a campanha “Drible” neste ano de Copa do Mundo de Futebol como uma forma de estimular ações positivas das pessoas, notadamente no que diz respeito à forma como cuida do dinheiro. Sempre buscando por instituições, como a Cresol, que aliam as melhores características do esporte, como trabalho em equipe, à melhora contínua do trabalho como cooperativa de crédito.

Tenho tratado aqui nesta coluna de inovação social como um mecanismo de mudança da sociedade. Investir no esporte, sobretudo apoiando modalidades menos conhecidas e reconhecidas como é o caso do basquete com cadeira de rodas, também é uma forma de inovação social da Cresol, que dá a sua contribuição para melhora de vida das pessoas.

Em breve voltarei com mais bons exemplos transformadores da sociedade ;)

*Lucas V. de Araujo: PhD e pós-doutorando em Comunicação e Inovação (USP). Professor da Universidade Estadual de Londrina (UEL), parecerista internacional e mentor Founder Institute. Autor de “Inovação em Comunicação no Brasil”, pioneiro na área.