PP e PSD discutem aliança para 2002 no Paraná


O prefeito Marcelo Belinati (PP) foi um dos participantes de um almoço que reuniu lideranças do PP e PSD com o governador Ratinho Junior (PSD), no Palácio Iguaçu, nessa segunda-feira (7). No cardápio, a aliança entre os dois partidos para as eleições majoritárias do ano que vem. Ratinho é um nome natural para disputar a reeleição. Embora em Londrina, por exemplo, Ratinho tenha apoiado o deputado estadual Tiago Amaral (PSB) nas eleições para prefeito, ano passado, em que Belinati foi reeleito no primeiro turno, PP e PSD coligaram em várias cidades do Estado. No encontro de ontem, as lideranças do PP teriam sinalizado ao governador a possibilidade de lançar nomes na chapa majoritária tanto para vice como para o Senado. E o prefeito de Londrina poderia ser um dos nomes para uma cadeira na Câmara Alta. Procurada, a assessoria de Belinati disse apenas que a reunião com o governador serviu para o prefeito tratar de obras viárias na cidade, como a duplicação da PR-445 e a construção de um viaduto em frente à PUC.   


Lei de Diretrizes Orçamentárias recebeu 80 emendas na AL

O projeto de LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias) para o exercício financeiro de 2022 recebeu 80 sugestões para modificações no texto original na Assembleia Legislativa. A proposta da LDO está na Comissão de Orçamento, que inicia agora a fase de análise das emendas. A previsão é que o texto final seja votado em plenário ainda neste primeiro semestre. O relator da LDO na AL, deputado estadual Tiago Amaral (PSB), diz que o papel dele é de aperfeiçoar o texto original. "Para promover alterações de acordo com os anseios da sociedade, que, nesse caso, são apresentadas pelos membros do parlamento que indicam as emendas”. Amaral deve considerar aspectos técnicos, formais e de mérito para decidir quais emendas serão acatadas e quais serão rejeitadas pela Comissão. A LDO estabelece as diretrizes para a elaboração e execução da LOA (Lei Orçamentária Anual), que prevê uma receita bruta de R$ 65,5 bilhões e uma receita líquida de R$ 48,3 bilhões para o próximo ano. 


Segurança alimentar

A Comissão de Justiça da Câmara Municipal de Londrina deu parecer favorável nesta segunda-feira (6) a dois projetos de lei que tratam de segurança alimentar. Um deles  institui medidas de combate ao desperdício de alimentos no âmbito de bares, restaurantes, padarias e congêneres. Segundo o texto da vereadora Lenir de Assis (PT), os estabelecimentos ficam obrigados a fixar cartazes educativos de combate ao desperdício de alimentos no âmbito de suas dependências. O não cumprimento implica em advertência ao dono. O cliente também poderá ser cobrado pelo estabelecimento pelo desperdício. A Comissão ainda deu aval ao projeto que altera o Programa Municipal de Agricultura Urbana e Periurbana. Também de autoria de Lenir, a intenção é incentivar iniciativas públicas, privadas, individuais ou coletivas de distribuição de alimentos para pessoas em situação de vulnerabilidade. 




Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito

Últimas notícias

Continue lendo