FIORI LUIZ


1962... 1981... 1992
Neste dia 19, há 26 anos, o Londrina conquistava o seu terceiro título estadual. O regulamento da federação exigia um mínimo de 15 mil lugares e o estádio em Bandeirantes não tinha essa capacidade. A decisão veio para o estádio do Café. Três jogos, casa cheia, emoções a mil. Primeiro jogo, 0 a 0. Segundo, 2 a 2 (gols de Tadeu e Márcio Alcântara). E no sábado, 19 de dezembro de 1992, a festa da grande conquista.

Ficha técnica
Londrina 1 x 0 União Bandeirante. Cobrança de falta da esquerda. Roberto cruzou na cabeça de João Neves. Eram decorridos 31 minutos do primeiro tempo. Mais de 30 mil torcedores (26.526 pagantes). Renda: Cr$ 509.700. Os times: Londrina com André Dias; Nilson, João Neves, Souza e Jerry; Alexandre, Zé Roberto (Amarildo), Tadeu e Marquinhos (Cláudio José); Leco e Roberto. União: Anselmo; Avarildo, Elson, Emerson (Reginaldo) e Vanderlei; Donizeti, Luisinho Cruz, Tainha e Zequinha (Milá); Alessandro e Darlan. Expulsos, Tadeu e Avarildo. Além dos que jogaram, o técnico Varlei de Carvalho contou durante o campeonato com Bira, Aléssio, Celso Reis, Alaor, Darlei, Giuliano, Cocada, Birinha e Márcio Alcântara (estava suspenso).

Números
No Estadual de 92, o Londrina jogou 30 vezes. Na primeira fase, 19 jogos, com seis vitórias, 12 empates e uma derrota. Na segunda fase, seis partidas, com três vitórias, um empate e duas derrotas. A semifinal foi contra o Atlético Paranaense (hoje Athletico). Primeiro jogo, Londrina 3 a 1. Jogo de volta, na capital, Atlético 2 a 0. Nos pênaltis, LEC 4 a 2. E aí viria a final com as três partidas.

Números 2
Cláudio José e Tadeu foram os artilheiros do Londrina, com nove gols cada. Saulo, do Paraná Clube, artilheiro do Estadual com 14 gols. Média de público, 2.279 por jogo.

Diretoria campeã
Presidente, Dorival Pagani. Demais diretores: José Jurandir Barrozo, Jurandir Barboza, Francisco de Oliveira, Altair Ferreira Luiz, Milton Aparecido da Silva, Pedro Dellamagiora dos Santos, Carlos Alberto Garcia, Luiz Carlos Miguita e Alvino Aparecido Filho. Conselho Deliberativo: Cléber Tóffolli, Péricles Danielides, Alaor Palácio e Umberto D'Addário. Conselho Fiscal: Moisés Betoni, Ludinei Picelli e Albino Oliveira Branco. É preciso, sim, destacar aqueles que ajudaram a fazer a história do Londrina Esporte Clube.

Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito

Últimas notícias

Continue lendo