Imagem ilustrativa da imagem CLÁUDIO HUMBERTO



"É um gol de bicicleta nos últimos minutos"
Senador Lindbergh Farias ao anunciar o apoio do PT a Romário (PSB) para o Senado

Barroso encara Joaquim e deve autorizar trabalho
O ministro Luís Roberto Barroso, novo relator do mensalão, já pediu ao ainda presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Joaquim Barbosa, a inclusão na pauta de julgamento da próxima quarta (25) dos recursos de agravo solicitando autorização para trabalho externo dos condenados. Caso o processo não entre em pauta, Barroso vai decidir monocraticamente até sexta (27). Tudo indica, em favor dos detentos.

Expectativa
Com sua conhecida preocupação com direitos humanos desde quando era advogado, o ministro Luís Barroso pode decidir favorável aos réus.

Nada feito
O detento José Dirceu tem oferta de emprego do criminalista José Gerardo Grossi, mas Joaquim Barbosa se negou a autorizar o trabalho.

Negativa
Joaquim se negou a autorizar trabalho externo para José Dirceu, apesar de atendidos, segundo sua defesa, os requisitos fixados em lei.

Parecer favorável
Parecer do procurador-geral, Rodrigo Janot, em poder do relator, é favorável ao trabalho externo dos condenados em regime semiaberto.

Arruda processa juiz na véspera de ser julgado
Às vésperas do julgamento de um dos seus recursos, no Tribunal de Justiça do DF, nesta quarta (25), o ex-governador José Roberto Arruda adotou uma estratégia arriscada para quem está prestes a se tornar inelegível pelos rigores da Lei Ficha Limpa: processar juízes. Ele interpôs várias ações, interpretadas como maneira de protelar as ações em que é réu. Ou tentar desqualificar aqueles que o têm condenado.

Alvo
O principal alvo de Arruda é o juiz da 2ª Vara da Fazenda, em Brasília, Álvaro Ciarlini. Como foi condenado, quer afastar o juiz dos processos.
 
Manobras
Álvaro Ciarlini negou provimento a três tentativas da defesa de Arruda de empurrar ações com a barriga, o que irritou o ex-governador.
  
Prazo fatal
O prazo para registro das candidatura começa em 5 de julho, por isso, se condenado antes desse prazo, Arruda ficará inelegível.

Boné pendurado
O diretor-geral da Agência Brasileira de Inteligência (Abin) já pode esvaziar o armário. O general José Elito cogita indicar Luely Moreira Rodrigues para assumir a direção da agência após o fim do Mundial.

Xeque abusado
O xeque Mansour bin Zayed bin Sultan Al Nahyan bateu o pé para chegar aos estádios, na Copa, a bordo de helicóptero, mesmo com o espaço aéreo fechado. O ricaço deixou os organizadores de cabelos em pé. Mas ele tem amigos no primeiro escalão do governo Dilma...

Também quero
O Comitê Olímpico Internacional está de olho no sucesso da Fifa Fan Fest e vai aplicar o conceito nas Olimpíadas do Rio, em 2016. A festa deve se chamar Live Site e será em 11 pontos espalhados pelo Rio.

Menu especial
Ganha pizza quatro queijos quem encontrar deputado ou senador fazendo hora extra em julho, como todos os servidores públicos, para compensar as três sessões no Senado e quatro na Câmara, na Copa.

Jabuticaba 1.0
Funcionários do Planalto estão irritados com Expresso V3, criado pelo Serpro – após denúncias de espionagem – para substituir o sistema de e-mails do Outlook. Para funcionar, é preciso trocar a senha toda hora.

Vexame na UFF
Professores da Universidade Federal Fluminense querem o MP Federal investigando a "performance acadêmica" de alunas "costurando as vaginas", em protesto contra estupros na unidade da UFF de Rio das Ostras. A líder, Raissa, já foi recebida por Dilma. A UFF lavou as mãos.

Quase certo
Após pesquisa interna, o PP avisou ao PT que deve declarar apoio ao socialista Paulo Câmara, candidato do presidenciável Eduardo Campos ao governo, mas que continuará apoiando Dilma em Pernambuco.

Haja fôlego
O presidente nacional do PMDB, Valdir Raupp (RO), enfrenta uma verdadeira maratona para conseguir participar das convenções nos dezenove Estados onde o partido terá candidato ao governo.

Tá feia a coisa
Os articuladores de campanha da Dilma estão se entendendo tão bem quanto os investigadores do sumiço daquele avião da Malásia.

PODER SEM PUDOR
Impulso profissional
Presidindo reunião da Cooperativa dos Usineiros de Alagoas, o ex-governador Osman Loureiro foi interrompido abruptamente por um industrial do açúcar conhecido menos pela competência empresarial que por uma notória, digamos, liberalidade sexual.
- Doutor Osman, sua braguilha está aberta – alertou o alegre usineiro.
- É – respondeu o ex-governador – mas se o senhor fosse sapateiro estaria olhando para os meus sapatos.
_
Com Ana Paula Leitão e Tiago de Vasconcelos
www.diariodopoder.com.br