CLAUDIO HUMBERTO


''O avião de Lula simboliza a descomunal insensibilidade do governo.''
Senador Alvaro Dias (PSDB) sobre o ''reforço orçamentário'' para pagar o novo avião de Lula

Apex ignora crise argentina

As molecagens argentinas contra produtos brasileiros têm sido ignoradas pelo presidente, Juan Manuel Quirós, e o site da Agência de Promoção às Exportações (Apex Brasil). Indicado pelo ministro Luiz Fernando Furlan (Desenvolvimento), ele foi inclusive dirigente do Sindicato da Indústria de Refrigeração de São Paulo. O site da apex.org.br informa que Quirós é ''brasileiro naturalizado'', mas omite o seu país de origem: a Argentina.

LDO de mentirinha

O governo vai vetar o artigo da Lei de Diretrizes Orçamentárias que determina metas e prioridades (ou sejam, diretrizes) no Orçamento de 2005. O Ministério da Fazenda acha que isso ''engessaria'' o Orçamento.

Rádio Ciro

Parlamentares têm pressionado os ministros José Dirceu e Aldo Rebelo a pedirem explicações ao ministro Ciro Gomes (Integração) sobre a compra de uma rádio em Sobral (CE) pelo seu assessor especial, Oman Carneiro.

Êxtase

O deputado Inocêncio Oliveira (PFL-PE) parecia em êxtase, ontem, ao presidir a sessão do Congresso. Sem queixas do Governo Lula, o companheiro Inocêncio fez aprovar projetos a toque de caixa.

Remédio genérico

A Controladoria-Geral da União arquivou as denúncias da funcionária da Petrobras, Mônica Torres, de assédio moral e perseguição política da Agência Brasileira de Informação (Abin). Achou ''por demais genéricas''.

Coisa feia...

Candidatos a prefeito de Salvador, Nelson Pelegrino (PT) e Benito Gama (PTB) fecharam acordo com a TIM para não citar o escândalo da gangue do grampo na campanha. São acusados de embolsar doações de R$ 500 mil, cada. Geddel Vieira Lima (PMDB), outro grampeado, recusou o acordo.

Espelho meu

O acordo do Ministério das Comunicações com as empresas de telefonia, parcelando o reajuste (em setembro e novembro), foi antecipado nesta coluna, sexta-feira (9). Erramos por pouco: em vez de 8,5%, serão 8,7%.

Erro reparado

A habilidade de Eunício Oliveira (Comunicações) livrou o governo de pagar caro, na Justiça, pela atitude do antecessor, Miro Teixeira, que quis fazer demagogia desrespeitando contratos em vigor com empresas de telefonia.

Primeiro emprego

Apesar da crise, há vagas: procura-se quem queira ser agente penitenciário em Bangu ou líder do governo no Senado.

Era mais um factóide

O programa ''Brasil Alfabetizado'', lançado com pompa pelo presidente Lula, foi só mais um factóide para ganhar manchetes: dados do Siaf a que esta coluna teve acesso mostram que até 7 de julho o MEC só aplicou 1,8% (R$ 216 mil) dos R$ 3,9 milhões fixados no Orçamento de 2004 para esse fim.

Concurso, que é bom...

Custará R$ 3 milhões ao contribuinte a contratação da empresa Juiz de Fora Ltda., para fornecer - por apenas seis meses - mão-de-obra ''operacional e administrativa'' ao Ministério de Ciência e Tecnologia.

Marca da sinceridade

Parece até uma denúncia a logomarca empresa Santa Helena Urbanização e Obras, que vai ganhar uma baba (R$ 235 mil) só para fazer a manutenção de vasos ornamentais da Câmara, inclusive na casa do seu presidente João Paulo Cunha (PT): no desenho, as torres do Congresso formam um cifrão.

Briga de foice

Pega fogo a disputa pelas vagas no Tribunal de Contas da União. O PFL só vota no senador Luiz Otávio em troca do apoio do PMDB ao deputado Ney Lopes (PFL-RN). O governo quer impor o deputado José Pimentel (PT-CE).

Travado

Servidores da Fundação Nacional de Saúde queixam-se da excessiva centralização de informações na coordenação-geral de convênios. Dizem que a ''chave'' dos recursos foi engolida pelo chefe, que mantém o estilo iniciado no extinto e malfalado Instituto Nacional de Alimentação e Nutrição.

Apoio

Ao contrário do que afirmam pefelistas adesistas, a reação do deputado Rodrigo Maia (RJ), que fez o governo recuar e atender a prefeitura do Rio, teve o apoio da liderança e da maioria da bancada do PFL na Câmara.

Nem reconhecimento

Acabou dia 30 passado o Programa de Interiorização do Trabalho em Saúde, que melhorou os indicadores de saúde em muitos municípios carentes. Os profissionais aguardam - alguns há seis meses - por seus certificados de participação e diploma de Serviços Prestados à Nação.

Piada da hora

Por que a candidatura do tucano José Serra cresce tanto em São Paulo? Elementar: o paulistano cansou de Mamar, mistura de Maluf com Marta.

PODER SEM PUDOR

Festival de besteiras

Em Pequim, o ministro Walfrido dos Mares Guia (Turismo) disse várias bobagens em Pequim, no afã de ''vender'' o Brasil. Certo dia, sapecou:
- Nada representa mais o Brasil do que a Escrava Isaura, vivida na televisão por Lucélia Gomes...
- É Lucélia Santos!... - corrigiu em voz alta o ministro Luiz Fernando Furlan, balançando a cabeça como quem diz ''esse não tem jeito...''.
____
Colaborou: Teresa Barros
E-mail: [email protected]
www.claudiohumberto.com.br

Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito

Continue lendo


Últimas notícias