Lula é solto com cara e discurso envelhecidos


“Aonde está o Estado de Direito no Brasil? Ao sabor da política?”

Hamilton Mourão, vice-presidente da República, sobre a decisão política do STF


Lula é solto com cara e discurso envelhecidos

Solto nesta sexta (8), após 580 dias cumprindo pena de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro, o ex-presidente Lula reapareceu envelhecido, mais magro e até mais abatido do que na vez anterior, quando a Justiça o autorizou a comparecer ao velório de um neto. Seu discurso, a poucos metros da entrada da Polícia Federal, também pareceu carcomido, repleto de chavões, apelações e até mentiras.


Governadores sumiram

Chamou atenção, na soltura de Lula, ausência de quatro governadores pelos pelo PT na Bahia, no Piauí, no Ceará e no Rio Grande do Norte.


Somente arraia miúda

A soltura foi prestigiada apenas por militantes do PT, da CUT e do MST e políticos decadentes, sem mandato, tipo Lindbergh Farias.


Os petistas sumiram

Dilma, Paulo Teixeira, Maria do Rosário, Humberto Costa, Jaques Wagner, Celso Amorim, Aloizio Mercadante etc. escafederam.


Puxadinhos faltaram

Jandira Feghali e Manuela D’Ávila (PCdoB), Guilherme Boulos (PSOL) e pelegos tipo Wagner Freitas (CUT) foram ausências notadas.


Bolsonaro ganha e Doria perde com Lula solto

No cenário para as eleições presidenciais de 2022, Jair Bolsonaro é o político que mais se beneficia com a soltura do petista Lula. O petista assumirá a liderança da oposição a Bolsonaro, tanto quanto o atual presidente continuará sendo a mais forte chance de derrota do PT. Já o governador de São Paulo, João Doria, é quem perde: a polarização Bolsonaro-Lula reduz as chances do projeto presidencial do tucano.




Antagonismo vantajoso

Em 2018, Bolsonaro teve apoio até de eleitores que não gostavam dele, por gostarem menos ainda do PT e dos seus representantes.


‘Bolsodoria’ será difícil

Doria sabe que terá de retomar o “Bolsodoria”, essencial na conquista do governo de São Paulo. Mas Bolsonaro não dá sinais de querer isso.


Isto vai ser interessante

O drama de Doria já não será viabilizar a candidatura a presidente, mas a própria reeleição. E sem o presidente apoiando outra candidatura.


Nem mesmo disfarçaram

Ficou clara a intenção do STF na questão de prisão após condenação em segunda instância: a manobra era tão claramente destinada a Lula que foi ele o primeiro a ser solto, menos de 24h após a decisão.


Uso do cachimbo

Lula começou mentindo, ao discursar diante da Policia Federal: ele disse que havia muito tempo não via um microfone. Ele não vê outra coisa há meses, concedendo entrevistas diárias na hospedaria da PF.


Mentiras ao vento

Lula também mentiu quando afirmou que foi produto de “roubo” a derrota de Fernando Haddad em 2018. Nem mesmo o PT alegou isso. Não houve roubo, Haddad tomou uma surra nas urnas, apenas isso.


Sem mudar a Carta

Projeto do senador Jorge Kajuru (Cid-GO), protocolado ontem, altera o artigo 283 do Código de Processo Penal para determinar a execução imediata da pena de prisão após a condenação em segunda instância.


Inutilidade evitável

Foram criadas duas comissões diferentes para acompanhar ações de enfrentamento às manchas de petróleo no Nordeste. Ambas vão às lindas praias com tudo custeado pelos pagadores de impostos.


Irresistível holofote

A turma do holofote da Defensoria Pública do Rio de Janeiro enviou nota à imprensa com nome e sobrenome do porteiro do condomínio de Bolsonaro, cuja identidade era mantida sob sigilo por segurança.


Felicidade em Itaipu

O general Joaquim Silva e Luna, diretor de Itaipu, ficou muito feliz com o elogio do ministro Sérgio Moro (Justiça), durante evento em Foz do Iguaçu. Ele disse que Luna é “o nome certo” para comandar a usina.


Biênio para crianças

A Câmara aprovou criar o Biênio da Primeira Infância esta semana. A deputada Paula Belmonte (Cid-DF) encabeçou o movimento. Serão palestras, debates e projetos voltados aos primeiros anos de vida.


Pensando bem...


...Lula ganhou o direito à liberdade e os brasileiros o direito de considerá-lo mais um corrupto que foi condenado à prisão.


PODER SEM PUDOR

Lula é solto com cara e discurso envelhecidos
Charge
 


Não te fresqueia, tchê


O líder gaúcho Flores da Cunha era do tipo que não guardava papas na língua e zelava pela reputação dos machos do Rio Grande do Sul. Mas, certa vez, num comício em Uruguaiana, ao ser saudado, um orador local exagerou nos elogios: “Bravo general, corpo de espartano, cérebro ateniense, coração de pomba, alma de dama...” Ele chama o chefe político e ordena, interrompendo o discurso: “Tira esse demente daqui antes que ele me chame de fresco.”


___


Com André Brito e Tiago Vasconcelos


www.diariodopoder.com.br


Continue lendo


Últimas notícias