Investigação inicia em casa, diz delegado sobre Joice


“Aqui ninguém é imunizado pela metade”

Ibaneis Rocha, governador do DF, que não usa segundas doses como primeiras, para não faltar vacinas complementares


Investigação inicia em casa, diz delegado sobre Joice 

No estranhíssimo caso da deputada Joice Hasselmann (PSL-SP), algo é indiscutível: ela foi covardemente espancada. O problema é sua versão inverossímil. Delegado de classe especial da Polícia Civil do DF, Miguel Lucena tem uma opinião: “Em tese, a investigação deve começar dentro de casa”. A deputada relatou que via TV e, de repente, acordou-se no chão da área íntima do apartamento com o rosto ensanguentado. O marido e a empregada estavam em casa. Ninguém viu nada. Nem Joice.


Local deve ser periciado

O trabalho de perícia criminal determinaria onde foram produzidas as lesões que provocaram cortes, hematomas e cinco fraturas no rosto.


Caso de Polícia Judiciária

O crime contra a deputada é investigação para a Polícia Judiciária, seja Civil ou Federal. Polícia Legislativa não tem expertise nessa área.


Acionaram a polícia errada

Em vez de chamar a Polícia Civil do DF ou a Polícia Federal, ela pediu ao presidente da Câmara, Arthur Lira, para acionar a Polícia Legislativa.


‘Atentado’ é com a PF

Deputada com dificuldades de se reeleger, Hasselmann logo adotou a versão de “atentado político”. É crime de competência da Polícia Federal.


País tem menor média de mortes desde fevereiro

A campanha nacional de imunização contra a Covid-19 avança e os impactos positivos do esforço nacional são percebidos, em especial, na redução do número óbitos relacionados ao vírus. Na sexta-feira (23), o País registrava a menor média móvel de mortes (1.155) desde 26 de fevereiro, quando morriam, em média, 1.150 por dia. O número de casos ativos também está em queda: 717 mil, mesmo patamar de 13 de janeiro.


45% com uma dose

Até a sexta (23), foram aplicadas mais de 131 milhões de doses em 94,2 milhões de brasileiros. Mais de 37 milhões estão totalmente imunizados.


Dose única

A vacina Janssen (Johnson&Johnson), que requer apenas uma dose para a imunização completa, foi aplicada em 4 milhões de brasileiros.


Quadro geral

Em todo o mundo, a média de mortes por Covid (7,9 mil) está no mesmo nível do início de novembro do ano passado.


Mandou bem

Bolsonaro vetou integralmente o projeto de lei petista que pretendia garantir o faturamento de ONGS com dinheiro público. Essas “organizações não governamentais” não conseguem ficar longe de dinheiro governamental. Se vira, malandro, tira a mão do meu bolso.


Não vai ter CPI?

Na Eletrobras, felizmente em processo de privatização, o país paga 92% dos R$ 399,1 milhões do custo do plano de saúde da rapaziada. São 14,4 mil empregados, mas pagamos o plano para 43,8 mil. Aí tem coisa.


Pausa saudável

O governador do DF, Ibaneis Rocha (MDB), já retornou de breves férias. Reconhecida como necessária para todos, essa pausa é vista com má vontade quando se trata de gestores públicos. Mas é mesmo saudável.


Intromissão indevida

O deputado Bosco Costa (PL-SE) quer proibir a cobrança de assinatura para acesso a “notícias de caráter público na internet”. Só falta aparecer alguma proposta obrigando os cofres públicos a pagar essa conta.


Data para o 5G

Será votado no TCU em 18 de agosto o edital do 5G, tecnologia que, apesar das propagandas enganosas, ainda não existe no Brasil. Com isso, o governo espera realizar o leilão ainda este ano.


Agro é negócio

O preço da saca de 60 quilos do café arábica registrou forte alta de 7% no fim da semana, fechando a mais de R$ 1.028 cada, no mercado de São Paulo. As sacas do açúcar e milho também aumentaram (0,5%).


Oligopólios

De acordo com a Associação dos Fabricantes de Refrigerantes do Brasil (Afrebras), que representa pequenos produtores nacionais, “70% do setor está controlado por “oligopólios”, como chamam a Coca-Cola etc.


Ainda em vigor

Entrava em vigor, em 24 de julho de 1929, o Pacto Kellog-Briand, ou Pacto de Paris, pelo qual as principais potências mundiais renunciavam à guerra como instrumento de política nacional. O acordo fracassou, mas virou um marco para o desenvolvimento do direito internacional.


Pensando bem...

...até mesmo alguns veículos de comunicação parecem em crise de abstinência, com as férias da CPI.


PODER SEM PUDOR

Ciúmes de você

 

Investigação inicia em casa, diz delegado sobre Joice
Enio
 


O então governador capixaba Paulo Hartung foi escolhido representante dos estados do Sudeste durante uma reunião, em Brasília, liderada pelo chefe do executivo do DF, José Roberto Arruda. Tudo para evitar ciúmes entre o paulista José Serra e o mineiro Aécio Neves. Mas Hartung pediu emprestado o jatinho do governo de Minas e Aécio, que não é bobo, mandou o avião fazer escala em Belo Horizonte, a fim de que ele também fosse à reunião. E a temida crise de ciúmes se estabeleceu.

___

Com André Brito e Tiago Vasconcelos

www.diariodopoder.com.br


Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito

Últimas notícias

Continue lendo