Universidades do Paraná atuam nas centrais de atendimento sobre coronavírus


Reportagem local
Reportagem local

Estudantes e profissionais da área da saúde estão disponíveis 24 horas por dia para tirar as dúvidas dos paranaenses sobre o novo coronavírus. Centrais de atendimento foram instaladas pelo governo do Estado em sete regiões para esclarecer a população sobre a pandemia da Covid-19, orientar sobre os cuidados necessários e também fazer uma espécie de triagem para quem tem os sintomas da doença.



Universidades do Paraná atuam nas centrais de atendimento sobre coronavírus
Ari Dias/AEN
 




 As universidades estaduais de Londrina (UEL), de Maringá (UEM), Ponta Grossa (UEPG), do Centro-Oeste (Unicentro), do Oeste do Paraná (Unioeste) e do Norte do Paraná (Uenp) montaram centrais de atendimento para orientar a população. Professores e alunos atuam em conjunto com as prefeituras e Regionais de Saúde.




No total, foram selecionados 114 atendentes por meio de uma chamada pública aberta em parceria pela Superintendência Estadual de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, a Secretaria de Estado da Saúde, a Fundação Araucária e as universidades estaduais.



NORTE

Cerca de 20 bolsistas e voluntários participam do projeto UEL pela Vida, contra o Coronavírus, que leva informações e apoio à população por meio de call center. Uma equipe de cinco profissionais e estudantes da área de saúde faz o atendimento pelo número 0800 400 1234.Os extensionistas trabalham em turnos, com retaguarda da equipe da secretaria municipal de Saúde de Londrina. O Disque Corona funciona das 7 às 22h (de segunda a sexta-feira) e das 8 às 17h (nos fins de semana).


NORTE PIONEIRO

Na Uenp , a equipe é formada por 12 alunos do curso de enfermagem, além de três professores orientadores. Os atendimentos são realizados das 8h às 17h de segunda a sexta-feira. A central atende pelo número 0800 645 1525.A “Esta ação remota de atendimento à comunidade contribui para o enfrentamento da covid-19, por meio da orientação às pessoas com dúvidas ou mesmo na triagem de pacientes com suspeita de contaminação para que seja feito o encaminhamento adequado”, diz a pró-reitora de Extensão e Cultura da Universidade, Simone Cristina Castanho Sabaini de Melo.


NOROESTE

A Universidade Estadual de Maringá criou uma plataforma digital com uma rede de atendimento remoto que tira dúvidas sobre a Covid-19. O portal de Evidências Científicas pode ser acessado pelo link www.cpr.uem.br/index.php/covid-19-evidencias e traz textos de estudantes e professores falando sobre a prevenção, cuidados e combate à pandemia, com informações de artigos científicos ou das orientações da Secretaria da Saúde.


OESTE

Para atender à região Oeste, a Unioeste instalou duas linhas telefônicas, uma na cidade de Cascavel, que funciona no 0800 200 4501, e outra em Foz do Iguaçu, pelo número 0800 200 4502.


CAMPOS GERAIS

Na UEPG, o serviço iniciou na quarta-feira (1), no número 0800 200 4300. A ação acontece em parceria com a Prefeitura de Ponta Grossa e a Fundação Municipal de Saúde. Os estudantes passaram por um treinamento, para alinhar a linguagem e receber orientações sobre as estratégias de atendimento.


CENTRO

Em Guarapuava, três professores e 12 estudantes do quarto e do quinto anos do curso de enfermagem da Unicentro começaram no dia 2 de abril os atendimentos em um call center, que vai operar como um complemento à Central de Atendimento para pessoas com dúvidas ou sintomas do novo coronavírus instalada pela Prefeitura, que funciona pelo número 0800 642 0019.  “Eles atuam de segunda a domingo, fazendo ligações ou retornando os telefonemas de pessoas de Guarapuava que ligaram para a central da prefeitura”, explica a coordenadora institucional do projeto de extensão, professora Alexandra Madureira.


CAPITAL 

Em Curitiba, o trabalho é coordenado pela Ouvidoria Geral de Saúde do Paraná, da Secretaria de Estado da Saúde. No Interior, o atendimento é feito pelas universidades estaduais desde o fim de março.


A Ouvidoria de Saúde ganhou um reforço de 30 estudantes dos últimos períodos de medicina, que se revezam em quatro turnos para tirar as dúvidas que chegam pelos telefones 0800 644 44 14 ou (41) 99117-3500 (só recebe), pelo Whatsapp (41) 3330-4414 ou pelo site www.saude.pr.gov.br, no link da Ouvidoria.




“Nós atendemos desde pessoas que têm dúvidas sobre seu quadro clínico, até aquelas que querem informações sobre as medidas adotadas pelo Estado e as orientações do Ministério da Saúde”, explica o ouvidor-geral de Saúde do Paraná, Yohhan Garcia de Souza.


Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito

Últimas notícias

Continue lendo