Vânia Moreira
De Umuarama
A prefeitura de Umuarama vai trocar todos os globos de vidro por plástico inquebrável nas luminárias rebaixadas das ruas e avenidas. O objetivo é coibir o vandalismo, problema que quase inviabilizou o projeto de rebaixamento das luminárias iniciado em 97. Dezenas de lâmpadas foram rebaixadas em várias ruas e avenidas muito arborizadas para melhorar a iluminação. As ruas com muitas árvores ficavam às escuras, porque as copas encobriam as lâmpadas nos postes de seis metros de altura.
Em vários pontos da cidade, as luminárias foram instaladas no meio dos postes, abaixo da copa das árvores. Isto resolveu o problema da escuridão, mas criou outro. Mais baixas, as lâmpadas e globos de vidro viraram alvo fácil para os vândalos. O quebra-quebra acontecia principalmente nos finais de semana, obrigando a prefeitura a repor constantemente globos e lâmpadas.
Segundo o secretário municipal de Administração, Sidney Vedovoto, os globos são feitos de policarbono, um material importado altamente resistente. ‘‘Nem tiro de revólver destrói esses globos. Fura, mas não quebra’’, disse Vedovoto. A prefeitura instalou mais 130 luminárias rebaixadas no centro da cidade com globos de plástico e vai substituir os globos das que já existem, na medida em que forem sendo quebrados. Segundo o secretário, outras 250 luminárias serão instaladas nos próximos meses. Vedovoto informou que a troca também gerará maior economia de energia e parte do material substituído é usado em outros projetos de iluminação.
Os suportes e as lâmpadas das luminárias retiradas do alto dos postes no centro da cidade são aproveitados no sistema de iluminação que está sendo instalado no trecho duplicado da PR-323, que corta o perímetro urbano. Segundo Vedovoto, com o reaproveitamento de material, a prefeitura vai gastar R$ 24 mil para instalar a rede de iluminação no canteiro central da rodovia.