Um tiroteio em uma lanchonete na tarde do domingo, no centro de Santa Helena (110 km a oeste de Cascavel), causou a morte de um e ferimentos graves em quatro pessoas. Natálio Barbosa, ex-delegado de polícia recebeu dois tiros. Lino Alba, 58 anos, proprietário da Lanchonete Habeas Coppus, local do incidente, foi alvejado com um tiro na boca e ontem encontrava-se na UTI do hospital Policlínica Santa Helena.
Os médicos informaram que a bala que atingiu Alba alojou-se a cerca de um centímetro da região posterior da coluna cervical e pode ter causado uma paralisia. Já o empresário Pedro Cavalli, 46 anos, e Cenildo Storch, 45 anos, também foram alvo dos disparos. Eles passaram por delicadas cirurgias ontem e permaneciam internados em hospitais de Cascavel.
Segundo testemunhas, todas as vítimas estavam na lanchonete quando três carros (dois Monza e um Fusca) estacionaram no local. Deles desceram quatro homens e um deles teria pedido uma cerveja ao proprietário da lanchonete dizendo se o local era público e se poderiam beber ali, já que a lanchonete normalmente era frequentada por membros de uma facção política.
As testemunhas contaram que seguiu-se uma troca de insultos entre Natálio Barbosa, uma das vítimas, e José Ferreira, que estava num dos Monza. Imediatamente os ocupantes dos veículos sacaram de revólveres e começaram a atirar, fugindo logo depois. O Fusca foi apreendido na casa de Angélico Pereira cerca de uma hora depois. Ele teria participado da ação junto com seu filho, Gilberto Pereira. O Instituto Médico-Legal de Toledo deverá divulgar laudo sobre as lesões que provocaram a morte de Hermes Alegretti.
Ontem à tarde o delegado-chefe da 20ª Subdivisão Policial de Toledo, Carlos Reis, deslocou-se para Santa Helena com uma equipe para iniciar as investigações. A Polícia Militar decidiu reforçar a segurança na cidade temendo outras ações com vítimas.
O clima tenso criado entre as duas facções políticas que participaram da eleição municipal em Santa Helena é apontado pelas autoridades e lideranças locais como o responsável pela situação de insegurança no município. Das vítimas do tiroteio, pelo menos quatro são correligionários do candidato derrotado Júlio Morandi (PMDB). Já os acusados são todos cabos eleitorais de Silom Schimidt (PPB).
A eleição em Santa Helena foi vencida por Silom Schimidt por apenas 61 votos de diferença sobre Morandi. Desde o anúncio oficial do resultado das eleições, o grupo perdedor promoveu algumas manifestações sugerindo que houve fraude no processo eleitoral.