|
  • Bitcoin
  • Dólar
  • Euro
Londrina

Norte Pioneiro 5m de leitura Atualizado em 06/01/2022, 10:58

Uenp exigirá comprovante de vacinação para retorno presencial

Estudantes têm até 20 de janeiro para entregar o comprovante ou apresentação do atestado médico comprovando impossibilidade clínica de imunização

PUBLICAÇÃO
quinta-feira, 06 de janeiro de 2022

Daniel Muniz - Especial para a FOLHA
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

A Uenp (Universidade Estadual do Norte do Paraná) aprovou em dezembro de 2021 um protocolo de biossegurança contra a Covid-19 para o retorno das atividades presenciais para graduação e pós-graduação,  previsto para 2 de fevereiro. Dentre as medidas estabelecidas, está a obrigatoriedade da comprovação de vacinação ou apresentação de atestado médico que comprove a impossibilidade clínica de vacinação.  Os estudantes têm até 20 de janeiro para entregar o comprovante de vacinação e o termo de ciência e comprometimento pelo Suap (Sistema Unificado de Administração Pública).

Protocolo da Uenp tem 17 normas, como uso obrigatório de máscaras
Protocolo da Uenp tem 17 normas, como uso obrigatório de máscaras |  Foto: Tiago Angelo - Uenp
 

A instituição é formada por três campi nos municípios de Jacarezinho, onde fica a reitoria, Bandeirantes e Cornélio Procópio. A comunidade universitária reúne cerca de 7 mil pessoas, entre professores, alunos, funcionários e estagiários.

O protocolo foi aprovado pelo Consuni (Conselho Universitário) e pelo Comitê de Elaboração do Plano de Contingência da Covid-19 na Uenp, que conta com a presença de profissionais da área da saúde. “É um protocolo muito criterioso e traz as novas regras de convívio no ambiente da universidade e mais algumas questões que consideramos necessárias, como a vacinação”, disse Fátima Aparecida da Cruz Padoan, reitora da instituição.

“A Uenp tem um perfil diferente de outras universidades, já que cerca de 70% de nossos alunos se deslocam de ônibus de outras cidades para as aulas diariamente. Então é uma preocupação a mais, porque esses alunos compartilharão o mesmo ambiente”, complementou a reitora.

Dentre as 17 normas do protocolo, que é válido para toda comunidade universitária, estão o uso obrigatório de máscaras nas dependências da universidade e o distanciamento físico de um metro entre as pessoas. O protocolo completo pode ser conferido aqui.

LEIA TAMBÉM:

Uenp abre inscrições para vestibular 2022

POSSIBILIDADE DE FALTA 

Até agora, ainda de acordo com a reitora, não houve reclamações nos canais oficiais da instituição e será feito contato com quem não entregar os documentos necessários até o prazo estabelecido. Entretanto, após contato, caso ainda sim o aluno não entregue o comprovante de vacinação ou atestado médico, receberá falta, já que frequência está vinculada, além da presença física, à apresentação dessa documentação. Esses casos também serão avaliados pelo Consuni. Segundo Padoan, a universidade não tem professores suficientes para manter a modalidade presencial e remota.

CONVÍVIO DIÁRIO

Os professores e coordenadores de curso estarão acompanhando o cumprimento dessas normas durante as aulas. “Será feito um protocolo de abordagem aos acadêmicos caso haja descumprimento das regras e, caso necessário, também teremos o reforço dos seguranças da universidade”, explicou a reitora. “É uma ação para garantir a segurança de todos. Nós sabemos a importância do ensino presencial e do convívio diário entre a comunidade acadêmica. Não queremos perder alunos e precisamos dessas normativas para manter as aulas presenciais”, completou.

Os números da Covid-19 nas cidades dos campi serão acompanhados pela Uenp, que seguirá as indicações da Sesa (Secretaria Estadual da Saúde).

Receba nossas notícias direto no seu celular! Envie também suas fotos para a seção 'A cidade fala'. Adicione o WhatsApp da FOLHA por meio do número (43) 99869-0068 ou pelo link wa.me/message/6WMTNSJARGMLL1.

instagram

ÚLTIMOS POSTS NO INSTAGRAM