|
  • Bitcoin
  • Dólar
  • Euro
Londrina

Cidades 5m de leitura Atualizado em 10/01/2022, 16:31

UEM retomará aulas presenciais e pedirá comprovante vacinal

No dia 17 o retorno é destinado para as turmas a partir dos segundos anos e, em 31 de janeiro para os calouros

PUBLICAÇÃO
segunda-feira, 10 de janeiro de 2022

Reportagem local
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

Maringá - As aulas presenciais do segundo semestre do ano letivo de 2021 para os cursos de graduação da UEM (Universidade Estadual de Maringá) retornam na próxima segunda-feira (17), seguindo rigorosos protocolos de biossegurança. Neste dia (17), o retorno é destinado para as turmas a partir dos segundos anos e, em 31 de janeiro para os calouros, ou seja, as turmas de primeiro ano.

Imagem ilustrativa da imagem UEM retomará aulas presenciais e pedirá comprovante vacinal
|  Foto: Divulgação - UEM
 

Nesta segunda-feira (10) as aulas retornam de forma remota, pelo ERE (Ensino Remoto Emergencial), a fim de viabilizar a organização dos campus para receber os alunos e professores, de forma segura, após o recesso de fim de ano.

Para essa retomada segura, estabelecida pela Resolução Nº 032/2021-CEP, a UEM elaborou protocolos de biossegurança: um aos discentes e um aos servidores, disponíveis no site da  Pró-Reitoria de Ensino (PEN).

O objetivo é oferecer orientações sobre o uso do espaço físico e quanto ao comportamento adequado de convivência nos ambientes, não só dentro do campus mas também na vida em sociedade, visando a saúde e o bem-estar de todos.

Alexandra de Oliveira Abdala Cousin, Pró-Reitora de Ensino, explica que além dos protocolos de biossegurança, alunos e professores deverão apresentar o comprovante de esquema vacinal completo contra a Covid-19: alunos via Secretaria Acadêmica Visual (Sisav) e servidores, docentes e técnicos via portal do servidor. “Alunos e servidores que infrinjam alguma das medidas estabelecidas pelos conselhos terão sanções conforme estabelecidas pelos Órgãos Superiores da UEM. A vacinação não é obrigatória, mas o aluno, por exemplo, está sujeito a consequências, como faltas, caso não compareça às suas atividades por não apresentar o esquema vacinal completo”, esclarece.

PROTOCOLOS

O primeiro protocolo de biossegurança elaborado pela UEM foi em agosto de 2021 com a retomada por parte dos alunos dos últimos da área da Saúde, nas disciplinas de práticas profissionalizantes presenciais. “As ações orientativas foram planejadas cuidadosamente por nossos especialistas para garantir todos os cuidados aos alunos e servidores, nos preparando para, gradativamente, retornarmos às atividades presenciais em segurança” explica Ricardo Dias Silva, vice-reitor da UEM.

Outra ação da universidade é quanto à elaboração de material gráfico e personalizado que serão fixados em lugares estratégicos da universidade. Dentre esses materiais estão cartazes contendo, por exemplo, protocolos para uso dos banheiros e laboratórios. 

Outra estratégia adotada é a de indicar a capacidade máxima de pessoas permitidas nos ambientes universitários, além de expor informações com a orientação do que fazer caso alunos ou servidores identifiquem os sintomas da Covid-19. (Com informações da UEM) 

Receba nossas notícias direto no seu celular! Envie também suas fotos para a seção 'A cidade fala'. Adicione o WhatsApp da FOLHA por meio do número (43) 99869-0068 ou pelo link wa.me/message/6WMTNSJARGMLL1

instagram

ÚLTIMOS POSTS NO INSTAGRAM