O colegiado do curso de Letras Português/Inglês da Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste) iniciou ontem no câmpus de Cascavel a Semana de Letras, evento anual que tem como tema central ‘‘A Pesquisa na Linguagem’’. O encontro, que prossegue até sexta-feira, com participação de acadêmicos e professores, é composto por mesas temáticas, mini-cursos, apresentação de trabalhos e atividades culturais, sob coordenação dos professores Mário Cândido de Athayde Júnior e Valdomiro Polidório.
Na abertura, uma das mesas temáticas tratou de pesquisas em literatura, com participação do professor Thomaz Bonicci, da Universidade Estadual de Maringá. Uma das palestras classificadas como mais importantes acontecerá amanhã, ministrada pela professora Stella Maris Bortoni, da Universidade de Brasília, que tem formação da Universidade da Pensilvância (EUA) e é especialista em formação de professores e bidialetalismo (uso de mais de um dialeto).
Maria Ceres, com participação ativa na Semana de Letras, tem estudado comunidades formadas por descendentes de alemães e brasiguaios na região Oeste do Estado, principalmente na faixa de fronteira. No âmbito familiar, as crianças daquelas comunidades falam o alemão e o espanhol - que assimilaram morando no Paraguai -, ‘‘o que cria situações extremamente complicadas, principalmente na linguagem escrita’’, diz a professora.
Além de discussões sobre o bilinguismo regional e linguística textual, sintaxe, semântica, literatura de língua portuguesa e inglesa, a Semana de Letras será marcada por vários mini-cursos.