Cascavel - A Secretaria de Segurança Pública do Estado iniciou ontem a análise técnica dos terrenos oferecidos pela prefeitura de Cascavel para a construção do Centro de Detenção Provisória (CDP), que terá capacidade para 500 detentos. Estiveram ontem na cidade o coronel Justino Henrique de Sampaio Filho, coordenador-geral do Sistema Penitenciário, e José Carlos Moro Scheffer, engenheiro da Divisão de Engenharia e Manutenção do Departamento Penitenciário (Depen).
Além de analisar mapas, o coronel e o engenheiro vistoriam as áreas. Tecnicamente, a tendência é que o local escolhido seja um terreno de cerca de 24 mil metros quadrados, no Loteamento Jardim Veneza, bairro Cascavel Velho. Mas o coronel disse que a definição depende também de um parecer do Instituto Ambiental do Paraná (IAP), para saber se a área poderá abrigar este tipo de construção.
A partir da liberação, será desenvolvido o projeto arquitetônico, sob a responsabilidade do Setor de Engenharia e Manutenção do Depen, que deverá estar concluído em 15 dias. ''É certo que este será o mais moderno Centro de Detenção do Estado'', adiantou Justino Sampaio.
De acordo com o engenheiro José Scheffer, o Centro de Detenção Provisória, a idéia é construir um prédio sem muros para ''não causar impacto negativo na região onde será instalado''. A unidade contará com canteiros de trabalho para atividades diárias.
No questão de segurança, o Centro de Detenção terá um sistema com travas automáticas nas portas de acesso e acompanhamento por circuito interno de TV.