A equipe de quatro médicos, comandada pelo cardiologista Roberto Takeda, realizou na tarde de ontem o primeiro transplante de coração do ano na Santa Casa de Londrina. Alexandro Aparecido dos Santos, 27 anos, de Apucarana, recebeu o órgão de um rapaz de 17 anos, morto com um tiro na cabeça na noite de anteontem, em Marilena (79 km a noroeste de Paranavaí). A cirurgia – a 13ª do gênero na história da Santa Casa – demorou sete horas. Segundo informações da assessoria de imprensa do hospital, Santos passa bem e deve permanecer sete dias na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Ele sofria de miocardiopatia dilatada, que colocava em risco sua vida.