Giovani Ferreira
De Curitiba
Na manhã de ontem, muita gente ainda enfrentava fila nos guichês à procura de passagens na rodoviária de Curitiba. O movimento foi intenso durante todo o dia. José Félix de Oliveira Neto, da administração da rodoviária, disse que ninguém deveria ficar sem passagem.
As empresas que operam em Curitiba colocaram mais de mil carros extras para suprir a demanda nos dias 30 e 31. A procura por passagens foi aproximadamente 11% superior ao mesmo período do ano passado. Entre quinta e sexta-feira, deixaram Curitiba em torno de 70 mil pessoas. Cerca de 37% tinham como destino os municípios do Litoral. A média diária do fluxo na rodoviária é de 500 ônibus e 15 mil passageiros.
De acordo com Félix Neto, muitas pessoas não iriam conseguir viajar no horário desejado, mas não deveriam ficar sem conseguir um lugar. Depois do Litoral, a procura maior foi pelos municípios do interior, que representaram 28% do movimento.
Muita gente deixou para comprar passagem nos últimos dias esperando pelo salário de dezembro e também para ver as condições climáticas. Como o tempo, apesar de nublado, amanheceu quente, na manhã de ontem muitas pessoas pegaram a estrada de carro ou foram para a rodoviária. O movimento foi engrossado por quem chegou para o réveillon em Curitiba.
Até ontem à tarde, 29.600 passageiros embarcaram no Terminal Rodoviário de Londrina. Nos últimos dois dias foram colocados 250 ônibus extras para diversas cidades do Paraná e do Brasil.