Luciana Pombo
De Curitiba
Um grande congestionamento se formou ontem no quilômetro 687, na BR-376, entre Curitiba e Joinville. No início da noite de anteontem, por causa de uma infiltração, a pista foi parcialmente interditada por volta das 20 horas. Até ontem, apenas estavam sendo liberados para trafegar no local ônibus e carros de passeio.
Os carros pequenos foram orientados a desviar pela BR-277, via Guaratuba, para desafogar o trânsito no local. Os caminhões eram parados no posto da Polícia Rodoviária Federal, na saída de Curitiba, para seguirem pela BR-116, aumentando em 120 quilômetros o trajeto. O DNER-PR informou ontem que os técnicos da instituição estiveram fazendo vistorias na rodovia durante toda a manhã para verificarem a extensão do problema. Os trabalhos de restituição da pista iniciaram ainda na tarde de ontem.
Já os motoristas que vieram de Santa Catarina enfrentaram filas por causa da deficiência na sinalização de obras na BR-101, da divisa de Santa Catarina com o Paraná até Palhoça (SC). Em alguns casos, os motoristas chegaram a levar cerca de 11 horas para fazer um percurso de – no máximo – cinco horas.
De acordo com as informações da assessoria de imprensa do Departamento Nacional de Estradas de Rodagem de Santa Catarina (DNER-SC), as confusões no trânsito foram ocasionadas por causa das obras de duplicação da BR-101, que foram interrompidas no feriado de Natal. O DNER-SC admitiu que falta sinalização em toda a rodovia. Segundo a assessoria de imprensa, as empresas que fazem as obras já foram orientadas para a realização de melhorias no local.
O movimento de retorno na BR-277, do litoral paranaense para Curitiba, foi intenso durante todo o domingo. Não houve o registro de congestionamentos. Ontem pela manhã, o movimento de retorno continuou. Cerca de 1,8 mil veículos por hora trafegavam em direção a Curitiba. O movimento normal é de cerca de 400 veículos por hora.