Projeto piloto oferece atendimento odontológico em Ibiporã

Serviço começou a ser ofertado em novembro e funciona de segunda a sexta-feira, das 17h as 21h, dentro da UPA

Pedro Marconi - Grupo Folha
Pedro Marconi - Grupo Folha

Projeto piloto em Ibiporã (Região Metropolitana de Londrina), o pronto atendimento odontológico começou a receber pacientes das 17h até 21h, dentro da UPA (Unidade de Pronto Atendimento) da cidade, de segunda a sexta-feira. Uma sala foi adaptada dentro da unidade para comportar o serviço, que não existia anteriormente nesta faixa horária. 


Projeto piloto oferece atendimento odontológico em Ibiporã
 


A implementação se concretizou graças ao recebimento de uma cadeira odontológica doada pelo Conselho Federal de Odontologia, por conta do primeiro lugar no “Prêmio Nacional de Saúde Bucal”, categoria município entre 20 e 50 mil habitantes, organizado pela instituição. Apesar do título ser referente a 2015, somente neste ano o equipamento foi entregue. 




Coordenadora de Saúde Bucal de Ibiporã, Ana Paola Fernandes Rolim explicou que neste primeiro momento serão observados resultado e procura dos pacientes para depois ser analisada uma ampliação. “O ideal seria funcionar também aos fins de semana e feriados. Entretanto, vamos depender da demanda”, destacou. 


Podem procurar o pronto atendimento pessoas de qualquer idade. “Recepcionamos aqueles que sentem dor, mas não fazemos o tratamento”, advertiu. “Antes das 17h, a pessoa continua sendo atendida na UBS (Unidade Básica de Saúde). Também não encaminhamos para o Centro de Especialidade Odontológico, pois, este processo, quando precisa, é feito pela UBS”, esclareceu. 


Projeto piloto oferece atendimento odontológico em Ibiporã
Folha Arte
 


CLASSIFICAÇÃO


Entre as assistências prestadas no novo serviço odontológico estão situações de dente fraturado, dores relacionadas a canal e problemas na gengiva. “Se a pessoa está com dor, rosto inchado, ela é medicada e, posteriormente, indicada a procurar o posto de saúde no outro dia para os direcionamentos necessários", exemplificou. 


Os casos são classificados por cores, indo do emergente para o não urgente, tendo prioridade aqueles em circunstância considerada grave. Os pacientes que procuram o pronto atendimento passam por uma triagem para depois serem encaminhados ao especialista. Traumas de face são mandados para o hospital de referência. 


EQUIPE


Estão prestando o atendimento um médico com experiência neste tipo de atuação e uma auxiliar. Ambos foram remanejados dentro do sistema de saúde do município, com o poder público garantindo que não há prejuízo para a população em outras localidades. De acordo com a auxiliar em saúde bucal de Ibiporã, Maristela Aparecida Pascoal, o número de acolhidos tem variado. “A procura ainda está tímida, entretanto, aumentando aos poucos.” 


A cadeira odontológica dispõe de caneta de alta rotação, micromotor, popularmente conhecido como “motorzinho”, seringa tríplice e sugador. A prefeitura disponibilizou um raio-x, que também pode ser utilizado. O investimento municipal foi de cerca de R$ 12 mil. “Entendemos esta oferta como um avanço, já que têm várias pessoas que não podem faltar no serviço se não perdem algum benefício ou não têm disponibilidade para procurar atendimento da UBS”, afirmou Ana Paola Rolim. Os postos de saúde da cidade funcionam até às 16h. 


CONTEMPLADA




Por conta do trabalho na área de saúde bucal, Ibiporã voltou a ser contemplada na edição deste ano da premiação do Conselho Federal de Odontologia, em que recebeu mais uma cadeira equipada, que deverá chegar nos próximos anos, sendo usada dentro do próprio serviço. 

Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito

Tudo sobre:

Últimas notícias

Continue lendo