PREVENÇÃO -

Projeto distribui kits de higiene bucal em escola do Heimtal

Produtos foram entregues aos pais de alunos junto com os materiais didáticos; ação tem o objetivo de garantir a higiene bucal das crianças durante o isolamento

Micaela Orikasa - Grupo Folha
Micaela Orikasa - Grupo Folha

No Patrimônio Heimtal, na zona norte de Londrina, a Escola Municipal Professora Vilma Rodrigues abriu as portas nesta terça-feira (30) para que os pais de alunos retirassem os materiais didáticos. Mas dessa vez eles também receberam kits de higiene bucal, contendo uma escova e pasta de dente, fio dental e um folder com orientações para escovação.  A iniciativa vai atender 315 alunos da educação infantil e ensino fundamental I. Se não fosse o isolamento social imposto pela pandemia do novo coronavírus, as crianças receberiam as instruções em sala de aula e praticariam a escovação também na escola, porém, agora esse aprendizado será reforçado dentro de casa.  


Projeto distribui kits de higiene bucal em escola do Heimtal
Micaela Orikasa - Grupo FOLHA
 


A vendedora Ivanilda Cesário Lopes tem dois filhos matriculados na escola e gostou da ideia porque acredita que ter uma escova nova com desenhos de personagens será um incentivo extra. “Querendo ou não, as crianças não gostam muito de escovar os dentes, mas eu vejo que quando é algo que vem da escola, tudo fica mais fácil porque elas já comentam, se envolvem”, conta.  




A ação é uma parceria entre a secretaria municipal de Educação e o Instituto de Responsabilidade da Unimed Londrina, onde Fabianne Piojetti é gerente. “A gente sabe que a questão odontológica é precária em muitas regiões. A fila do serviço odontológico público pode ser longa e em muitas famílias, sabemos que falta o básico tanto na possibilidade de se ter o fio dental quanto na questão do hábito, e percebemos que ao longo do projeto isso tem melhorado”, comenta.

 

O projeto está na quinta edição, mas a diretora Cintia Alves Silva Martins diz que é a primeira vez que a escola do patrimônio Heimtal participa. “A consciência sobre a importância da higiene bucal é algo que eles irão carregar para a vida toda”, diz.


  

SUPERVISÃO

A dentista Helen Martinez, que dá apoio ao projeto, destaca que a falta de materiais de higiene e de informação, associadas aos novos hábitos, podem prejudicar as crianças na questão da saúde bucal. “Elas estão mais tempo em casa e tendem a consumir mais alimentos fora de hora, fugindo da rotina saudável que costumavam ter na escola. Além disso, nem todos os adultos conseguem estar o tempo todo supervisionando a escovação”, comenta.  


No entanto, os primeiros anos escolares são um período essencial para as crianças receberem orientações tanto na alimentação quanto na saúde bucal. “Nessa idade, as crianças gostam muito de carboidrato e toda essa alimentação gera mais predisposição para formar placa bacteriana, cárie e outros problemas bucais. E é nesta fase também que elas estão refinando a coordenação motora, portanto, precisam de supervisão na hora da higiene. Podemos até ter alguns momentos em que elas façam isso sozinhas, mas pelo menos uma vez ao dia, precisam ser supervisionadas”, indica. 




A manicure Sirlene Rodrigues Cardoso também esteve na escola para buscar o material didático da filha Maria Fernanda, 9, e comenta que a menina passou a dar mais importância para a rotina de higiene quando sofreu com a dor de cárie. “Com isso, ela passou a ter a iniciativa de escovar os dentes depois das refeições. Tenho certeza que ela vai adorar quando eu chegar em casa com o kit porque a escola é um grande incentivador nisso”, comenta. Parte dos materiais foram doados pela Dental Clean.  

Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito

Últimas notícias

Continue lendo