Um total de 853 estudantes, o que corresponde a 12,60% dos 6.772 candidatos, deixaram de comparecer neste domingo (2), primeiro dia da 2ª fase do Vestibular 2023 da UEL (Universidade Estadual de Londrina), índice considerado dentro dos parâmetros dos concursos realizados em duas fases. Neste primeiro dia foram aplicadas as provas de Língua Portuguesa e Literatura em Língua Portuguesa (20 questões), Língua Estrangeira (10 questões objetivas) e Redação. A Cops (0Coordenadoria de Processos Seletivos) divulga às 21h o gabarito provisório das questões deste primeiro dia.

A coordenadora da Cops, professora Sandra Garcia, fez um balanço positivo do primeiro dia, que registrou poucos atrasos de candidatos. Sobre a abstenção superior a 12%, a coordenadora afirmou que o índice reflete o fato de a UEL ser a última universidade a realizar o Vestibular, inclusive posteriormente ao resultado do Sisu (Sistema de Seleção Unificada).

REDAÇÃO

A UEL exigiu duas propostas de redações dos candidatos. Um texto dissertativo-argumentativo entre 16 e 20 linhas, sobre inteligência artificial, a partir de um conteúdo divulgado no portal Seja Relevante, da Fundação Dom Cabral, de Minas Gerais. O material era acompanhado de uma charge que demonstrava um trabalhador e um robô, ambos desempregados pelo desenvolvimento tecnológico.

A segunda redação desafiou candidatos a produzirem um texto entre cinco a oito linhas a partir de uma tirinha onde se vê estudantes em uma sala de aula rindo de um colega careca. Na sequência, o professor aparece com o cabelo e barba raspadas, semelhante ao estudante, à frente de uma sala surpresa. Segundo a coordenadora da Cops, essa redação solicitava uma análise opinativa sobre temas como bullying e empatia. (Com informações da Agência UEL)

(Em atualização)

***

Receba nossas notícias direto no seu celular! Envie também suas fotos para a seção 'A cidade fala'. Adicione o WhatsApp da FOLHA por meio do número (43) 99869-0068 ou pelo link wa.me/message/6WMTNSJARGMLL1.