População cobra mais policiamento na região Moradores da Vila Tranqueira, em Almirante Tamandaré, exigiram ontem das autoridades do município a ampliação do policiamento na região, para evitar novas mortes. A criação de um módulo policial, com a permanência de policiais na localidade é o caminho apontado pela comunidade para combater a violência. O prefeito de Almirante Tamandaré, Cezar Manfron (PPB), afirmou que constrói o módulo policial em 100 dias, desde que a Secretaria de Estado da Segurança Pública destine soldados para a cidade. O tom de discurso de campanha arrancou aplausos dos presentes, mas não acalmou os familiares das mulheres mortas. O analista de fretes Gilmar de França, 28 anos, sobrinho da professora Terezinha Elizabete, mostrava uma cópia de um requerimento do vereador Celeste Gregório Marcílio, de Almirante Tamandaré. O documento pedia, em 14 de março de 97, aumento efetivo do policiamento em Tranqueira, o que não ocorreu, na avaliação de França. O analista criticou a atuação da polícia. ‘‘Tivemos onda de assalto e nada foi feito. Se a polícia não tivesse sido omissa, minha tia estaria viva’’, disse. A julgar pela facilidade com que o delegado Haisi chegou aos acusados após a morte da professora, França está certo. (J.A.)