Perto de enfrentar nova epidemia, Londrina registra 7,7% de infestação da dengue


Reportagem local
Reportagem local

A Secretaria Municipal de Saúde divulgou nesta quarta-feira (22) o resultado do primeiro Lira (Levantamento Rápido de Infestação da Dengue) de 2020. O balanço mostrou um número preocupante para a cidade: 7,7 de infestação, bem acima do considerado como normal pela OMS (Organização Mundial da Saúde), que é de 1%. Diante do risco de uma nova epidemia, o prefeito Marcelo Belinati decidiu lançar uma campanha, batizada como "Londrina Unida Contra a Dengue", para tentar frear a proliferação do mosquito transmissor. 


Perto de enfrentar nova epidemia, Londrina registra 7,7% de infestação da dengue
Gina Mardones - 13/05/2019
 



O Lira apontou ainda que o município, desde o começo do ano, está com 64 casos confirmados e 1.047 suspeitos. Outros 98 foram descartados e 885 ainda estão sendo analisados e aguardando o resultado de exames laboratoriais. Duas mortes continuam sendo investigadas. No mesmo período de 2019, foram contabilizadas 375 notificações e 43 confirmações. No evento, o secretário de Saúde, Felippe Machado, informou que a UBS da Vila Ricardo, na rua Rosa Branca, 300, ficará aberta até 23h para atender suspeitas da dengue. 




Além do lançamento da campanha educativa, Belinati convocou os servidores municipais no início da semana a adotar providências em suas casas. A Secretaria de Saúde está articulando ainda mutirões de limpeza nos bairros onde há maior concentração de notificações de dengue. Como parte das novidades, a pasta repassou, na última sexta-feira (17), novos protocolos de assistência e procedimentos sobre a dengue para mais de 50 coordenadores das Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e dos Pronto Atendimentos. 

Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito

Continue lendo


Últimas notícias