CENTRO DE LONDRINA -

Passagem no Bosque de Londrina será interditada a partir de quinta-feira

Devido ao serviço de concretagem, não será permitido o trânsito de pedestres pelo caminho central nos próximos 15 dias

Micaela Orikasa - Grupo Folha
Micaela Orikasa - Grupo Folha

 

Passagem no Bosque de Londrina será interditada a partir de quinta-feira
Vivian Honorato/N.Com
 


A obra de revitalização do Bosque “Marechal Cândido Rondon”, no centro de Londrina, entra na reta final com a concretagem do caminho central, principal meio de passagem de pedestres entre as avenidas São Paulo e Rio de Janeiro.  


A partir de quinta-feira (5), o acesso de pedestres nesse trecho será proibido para execução dos serviços. “Vamos precisar da contribuição e paciência dos moradores e frequentadores porque não poderá haver trânsito de pessoas por aproximadamente 15 dias. Qualquer imprevisto vai comprometer esse trabalho e atrasar a obra”, disse o secretário municipal de Planejamento, Orçamento e Tecnologia, Marcelo Canhada. 


Ele esteve fiscalizando a execução dos serviços juntamente com os fiscais da secretaria municipal de Obras e Pavimentação. O prazo final para conclusão da reforma é dia 21 de setembro, mas a previsão dos fiscais é de que ela esteja finalizada antes dessa data. “É uma obra que tem a capacidade de dar uma nova cara para Londrina. O serviço está dentro do cronograma e nossa expectativa é de que ela seja entregue no final do mês”, afirmou Canhada.  


A obra foi iniciada em fevereiro de 2021 e a expectativa inicial para entrega era no dia 09 de julho. O serviço deveria ser concluído em 150 dias, mas houve um aditivo de prazo de mais 45 dias à construtora San Pio, responsável pela obra. O prazo estendido se deve, segundo a prefeitura municipal, aos períodos de chuvas que atrapalharam o cronograma inicial.  


 

Passagem no Bosque de Londrina será interditada a partir de quinta-feira
Vivian Honorato/N.Com
 


Também houve um aditivo de valor de R$ 318.206,23, que incluem número maior de demolições, novos serviços de aterro, construção de muro de arrimo para contenção do solo e melhorias do sistema de drenagem. Com isso, o valor total da revitalização é de R$ 2.838.094,59. (Com informações do N.Com) 



Receba nossas notícias direto no seu celular! Envie também suas fotos para a seção 'A cidade fala'. Adicione o WhatsApp da FOLHA por meio do número (43) 99869-0068 ou pelo link wa.me/message/6WMTNSJARGMLL1. 

 

Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito
Assine e navegue sem anúncios [+]

Últimas notícias

Continue lendo