|
  • Bitcoin
  • Dólar
  • Euro
Londrina

O BICHO PEGOU 5m de leitura Atualizado em 13/01/2022, 09:01

Passageiro com autismo busca liminar para levar cão em voo

Jovem, que sofre de fobia social, havia sido impedido de embarcar em uma viagem

PUBLICAÇÃO
quinta-feira, 13 de janeiro de 2022

Joana Cunha - Folhapress
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

São Paulo- Um jovem autista foi à Justiça para conseguir o direito de viajar de avião no Brasil acompanhado de seu cão de assistência emocional. De acordo com advogado Ricardo Nacle, do escritório Ferraresi Cavalcante, o passageiro havia sido impedido de embarcar pela Gol com o cachorro em um voo de Brasília para São Paulo nesta quinta (13).

Imagem ilustrativa da imagem Passageiro com autismo busca liminar para levar cão em voo
|  Foto: iStock
 

"É uma necessidade de caráter exclusivamente terapêutico, com prescrição médica", afirma o defensor, que irá pedir ainda indenização por danos morais a seu cliente. O passageiro sofre de fobia social e, desde novembro de 2020, tem a companhia do cão para desempenhar tarefas rotineiras, como andar de ônibus e metrô e ir a restaurantes, segundo ele.

A decisão da companhia aérea, para Nacle, é consequência da má interpretação da legislação, que cita o acompanhamento apenas de cães guias.

Em sua decisão, a juíza Indiara Arruda de Almeida Serra afirma que a negativa da Gol se mostra contraditória, considerando que, em voos internacionais com destino aos Estados Unidos, a companhia aérea admite o embarque de cães de assistência emocional.

A Gol afirma que uma avaliação interna concluiu ser possível realizar o embarque, mantendo a segurança do cliente, do animal de estimação e das demais pessoas a bordo.

"Todo passageiro que necessita tratamento especial durante um voo por motivo de saúde precisa preencher antes do embarque um formulário chamado MEDIF", afirma a companhia aérea, que diz que seguirá avaliando os pedidos caso a caso.

Receba nossas notícias direto no seu celular! Envie também suas fotos para a seção 'A cidade fala'. Adicione o WhatsApp da FOLHA por meio do número (43) 99869-0068 ou pelo link wa.me/message/6WMTNSJARGMLL1

instagram

ÚLTIMOS POSTS NO INSTAGRAM