Da Redação
Uma bela compra de supermercado com guloseimas para as duas filhas todos os meses e pintar a casa no Conjunto Pindorama, zona oeste de Londrina, por fora e por dentro. Estes são os dois sonhos modestos que a dona de casa Ruthinéia Azevedo Lopes pretende realizar durante este ano, após ter conseguido emprego numa pequena padaria recém-inaugurada no Jardim Presidente, também na zona oeste.
O proprietário da padaria, Itamar Braga, tomou conhecimento da carta com pedidos e desejos natalinos que Ruthinéia remeteu aos funcionários dos Correios, em Londrina. Desejos modestos: uma cesta básica de alimentos – providenciada pelo pessoal dos Correios – e trabalho fixo, oferecido por Itamar. Para Ruthinéia, tudo na vida é simples: ‘‘Mas não é possível viver dignamente sem ter como comprar remédios e leite para as crianças.’’
Em seu primeiro dia de trabalho como auxiliar de serviços gerais da padaria, ontem, Ruthinéia saiu de casa às 5h45 e enfrentou duas conduções para chegar às 7 horas na Rua Joaquim Teixeira Leite – onde fica a pequena padaria. O salário ainda não foi acertado, pois o sindicato da categoria está em férias coletivas. Atualmente, ela e as duas filhas sobrevivem com uma renda mensal de R$ 270 – total do dinheiro da pensão e do resultado de alguns trabalhos eventuais que Ruthinéia realizava.
Femininamente vaidosa, mas sem grandes ambições de consumo, Ruthinéia disse que aprendeu a fazer o melhor com o mínimo na administração doméstica e na educação de suas filhas Lídia, de 10 anos, e Cristina, de cinco anos.