Pães fresquinhos todos os dias


Amanda de Santa Especial para a FOLHA
Amanda de Santa Especial para a FOLHA
A Padaria do Xuxa tem capacidade para produzir 30 mil pães por dia, para atender a demanda da Expo, além do público visitante com opções muito saborosas
A Padaria do Xuxa tem capacidade para produzir 30 mil pães por dia, para atender a demanda da Expo, além do público visitante com opções muito saborosas | Marcos Zanutto



Pouco mais de quarenta anos atrás, uma fila enorme se formava em frente ao Parque Ney Braga para a entrega de pães às lanchonetes, quiosques e restaurantes que participavam da ExpoLondrina. Até que um dos padeiros da cidade, Dilson Salomão, hoje com 57 anos, teve a ideia de instalar uma padaria em uma carreta dentro da feira para atender a demanda dos comerciantes e também o público visitante.

A Padaria do Xuxa, como o proprietário é conhecido, tem capacidade para produzir 30 mil pães por dia. Os oito funcionários da empresa itinerante trabalham diariamente das 2h às 17h na produção de pães para hambúrguer, cachorro-quente, de leite, francês, além do pão de torresmo, doce, rosca, massa de pizza, sonho e o famoso jacaré, recheado com goiabada.

Xuxa conta que, antes de trabalhar em feiras pelo País, tinha um ponto fixo na Vila Casoni. "Eu vinha numa Kombi trazer os pães para a ExpoLondrina", lembra. O negócio, que começou na cidade onde nasceu, é o sustento da família. Hoje, a Padaria do Xuxa atende as praças de alimentação de feiras em Maringá, Paranavaí, Umuarama, Ourinhos, Araçatuba, Bauru. Mas os dois melhores eventos, segundo ele, são os de Londrina e Barretos.

Um dos filhos o ajuda no ofício, que ele próprio aprendeu sozinho aos 16 anos. "Foi no primeiro emprego que arrumei e que ganhei bem", lembra Xuxa. Como empregado em várias padarias de Londrina, conheceu e aperfeiçoou técnicas de panificação sem nunca ter feito um curso profissional. Abriu o próprio estabelecimento e por oito anos forneceu pães para diversas lanchonetes da cidade.

Pães fresquinhos todos os dias
Marcos Zanutto





O negócio itinerante, segundo ele, é mais rentável do que ter um ponto fixo. E não falta trabalho, já que ele participa de aproximadamente 13 feiras por ano. Para garantir a produção, a equipe chega aos eventos com até 20 dias de antecedência e permanece no local três dias após o término, para desmontar a estrutura, que conta com um espaço para armazenar o estoque e os insumos, e a área de trabalho.

Além dos funcionários, máquinas como uma masseira, cilindro e modeladora auxiliam na produção. "É tudo fresquinho, aqui não tem pão de um dia para outro", garante. Este ano, ele levou para o Parque Ney Braga 300 sacas de farinha de 25 quilos. Até sexta-feira (13), só restavam 50. Para Xuxa, que tem exclusividade no fornecimento de pães dentro do evento, a ExpoLondrina é a melhor feira do Brasil. "Vale a pena estar aqui", atesta.

Quem passar pelo parque neste domingo (15) terá a chance de provar as delícias da Padaria do Xuxa. A carreta está instalada ao lado dos expositores da Economia Solidária e perto da Guarda Municipal e tanques do Exército. O pão de torresmo, um dos sucessos entre as criações do padeiro, custa R$ 5, assim como a rosca recheada; já os pães doces e sonhos saem por R$ 3 a unidade e o famoso jacaré, por R$ 25.



Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito

Últimas notícias

Continue lendo