Gerson da Luz Souza
De Cascavel
Especial para a Folha
O 6º Batalhão da Polícia Militar (BPM), com sede em Cascavel e abrangência sobre 32 municípios da região Oeste do Paraná – área compreendida por 800 mil habitantes – está sob novo comando desde ontem. O tenente-coronel Ailton Lino da Silva, que esteve à frente do batalhão por dez meses, transmitiu o cargo ao também tenente-coronel Antônio Amauri Ferreira de Lima, 48 anos. Ailton Lino da Silva assumirá em 38 dias uma chefia da Divisão de Apoio Logístico da Polícia Militar.
A passagem de comando ocorreu no Hotel Querência, com a presença do comandante-geral da Polícia Militar, Guaracy Moraes de Barros, e do Comandante do Pelotão do Interior, Flávio de Modesti. Também participaram da cerimônia, reservada a oficiais, o prefeito Salazar Barreiros (PPB), e os deputados Edgar Bueno (PDT) e Antônio Carlos Baratter (PSDB).
Ailton Lino da Silva disse na ocasião que sua atuação priorizou o combate ao tráfico de drogas e a atuação interativa dos policiais sob seu comando com a comunidade. No primeiro aspecto, o ex-comandante lembrou ter sido o primeiro a implementar o serviço ‘‘disque-denúncia’’ na cidade – depois vieram outros, implantados por diversas instituições.
O ex-comandante do 6º BPM colocou o cargo à disposição da cúpula militar para evitar novos incidentes como o que aconteceu com o deputado-radialista Tiago de Amorim Novaes, que tem base eleitoral em Cascavel. Há cerca de três meses, Tiago reagiu com agressões morais ao oficial por causa de investigações da Polícia Militar sobre carros sem placa que o parlamentar utilizava. Segundo Tiago, as placas foram retiradas ‘‘para despistar autores de ameaças anônimas’’. A denúncia foi formalizada por Lino da Silva ao Ministério Público. Ele também está ingressando com ação de danos morais contra o deputado.
O novo comandante disse ontem que adotará ‘‘a filosofia do diálogo’’, procurando motivar os policiais – mais de 700 comandados – a desenvolver o trabalho com satisfação, além de manter bom relacionamento com a comunidade em geral, Imprensa, Polícia Civil e outras instituições de segurança pública.